O técnico Luiz Zanon, do São José Basquete, agora se volta para a seleção brasileira feminina. Ele comanda o Brasil no Sul-Americano que será realizado a partir do dia 14, no Equador. Antes de viajar com a seleção, Zanon falou sobre a derrota do São José na segunda rodada do Campeonato Paulista. Jogando no ginásio Lineu de Moura, os joseenses perderam para o Paulistano.

– Vi um lado positivo muito bom na derrota. A equipe que iniciou um trabalho agora pouco, com falta de aproveitamento, falta entrosamento, falta de condicionamento físico, tudo isso é natural. Mas a superação que eles tiveram foi diferente. Tiramos 20 pontos de vantagem no jogo. Essa superação precisa ser destacada – declarou o treinador.

Leia também:  Paranatinga | Atleta de Jiu Jitsu conquista duas medalhas de ouro em campeonato internacional

O treinador também explicou o duelo nervoso contra Paulistano e a sua expulsão de quadra.

– Eu já tinha uma falta técnica. Achei a arbitragem conivente no começo. Aí vi o Caio (Torres) indo para uma discussão e fui. O árbitro achou que estava indo para brigar. Aí tomamos mais uma técnica e o técnico tem que sair. Você é obrigado a sair de quadra. O atrito, eu fui para apartar para não ter mais coisas. Mas acontece – justificou.

Com a ausência de Zanon, o auxiliar-técnico Marcos Lima assume o São José Basquete nas próximas rodadas do estadual. Nesta quinta-feira, 14, o São José visita o Rio Claro, às 20h, no ginásio Felipe Karan, em Rio Claro.

Leia também:  1º Campeonato de Futebol Amador é suspenso temporariamente

– Minha ausência já estava certa desde o início. Já deixei tudo acertado, falei com os atletas, com a comissão. E o trabalho continua o mesmo. Estamos num início de trabalho, precisamos de sequência e estarei sempre de olho, mesmo longe.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.