As eleições de 2014, em Mato Grosso, segundo dados da Secretaria de Administração e Orçamento do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT), terá o custo
total estimado em R$ 17,3 milhões, sendo R$ 5,1 milhões serão gastos com despesas com pessoal e R$ 12,2 milhões serão para despesas com custeios. Estão
inclusos neste valor, as despesas do pleito eleitoral, como transporte de urnas, locação de veículos, fretamento aéreo, alimentação dos mesários e colaboradores convocados, material gráfico e de expediente, diárias, contratação de técnicos de urnas e de satélites, entre outros.

Segundo estimativa, cada voto, dos cerca de 2,1 milhões de eleitores aptos em Mato Grosso, será em aproximadamente R$ 7,91. Contudo, de acordo com a Secretária de Administração e Orçamento do TRE-MT, Tânia Yoshida Oliveira, a tendência é que esteve valor possa ser reduzido ao final do processo eleitoral levando em consideraçãoas economias evidenciadas nas diversas contratações.

Leia também:  Portaria confirma Alencar como procurador-adjunto
 Secretária de Administração e Orçamento do TRE-MT, Tânia Yoshida Oliveira - Foto: Assessoria / TRE -MT
Secretária de Administração e Orçamento do TRE-MT, Tânia Yoshida Oliveira – Foto: Assessoria / TRE -MT

A contratação dos técnicos de urna e de satélite será a maior despera, que está estimada em R$ 3,1 milhões. “Pela primeira vez esta despesa ficou a cargo dos Regionais. Até então, a contratação era centralizada pelo TSE. Como a licitação realizada pelo TSE não obteve êxito, foi descentralizado aos Tribunais, no início de julho, o correspondente orçamento para a contratação regionalizada”, explicou Tânia Yoshida Oliveira.

O TRE-MT fornecerá alimentação para 42.525 mil pessoas que estarão trabalhando no dia das eleições para que os eleitores mato-grossenses possam votar, que são mesários, membros das juntas eleitorais, escrutinadores,agentes de segurança, coordenadores locais de votação e outros auxiliares. Com isso, o Tribunal terá um gasto em média de R$ 25 com cada colaborador, o que resultará em 1,06 milhões (em cada turno) no total.

Leia também:  Vereadores vão tentar alternativas com diretoria do Sanear

Outra despesa importante é a contratação de veículos que atendem os cartórios eleitorais em Mato Grosso. Este ano foram locados 70 veículos de passeio e 47 caminhonetes para serem usadas entre os dias 15 de julho a 30 de outubro, com um custo total de 1,2 milhões.

Ainda serão gastos R$ 380 mil com materiais de consumo, como materias gráficos, combustiveis, materiais de expediente, etc.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.