O secretário Municipal de Transporte e Trânsito, Argemiro Ferreira, assegurou nesta sexta-feira (19) que não iniciará o processo de registro das irregularidades e, consequentemente, a aplicação de multas antes que todos os trechos, onde estão instalados os equipamentos de fiscalização eletrônica estejam devidamente sinalizados horizontal e verticalmente.

Argemiro, inclusive, afirmou que tal ação faz parte do projeto da secretaria municipal de Trânsito e Transportes (Setrat), e não haveria como ser diferente. “Nós já anunciamos, desde o início da implantação deste projeto, que assim seria feito. O condutor que se aproximar do radar, da lombada eletrônica ou de qualquer outro equipamento que contratamos será devidamente avisado disso. A previsão, inclusive, é que até a próxima sexta-feira (26) já tenhamos colocado todas as placas e feitos às demarcações no piso asfáltico. Já temos a Avenida Brasil e outros locais que estão prontos”.

Leia também:  "A gente avisou sobre o fechamento da UTI Pediátrica" diz, direção da Santa Casa

A aferição de todos os equipamentos pelo Inmetro, inspeção indispensável para a ligação efetiva da fiscalização, já foi toda finalizada no início deste mês, com a vistoria nas lombadas eletrônicas. O sistema eletrônico completo será composto por 12 radares fixos, instalados em pontos estratégicos da cidade, mais oito avanços semafóricos, outras oito lombadas eletrônicas, dois radares portáteis, cinco painéis de mensagens fixos e dois móveis, motomonitoramento e central de monitoramento do sistema.

Para o secretário de Transportes e Trânsito, Argemiro Ferreira, a fiscalização eletrônica deve reduzir o número de acidentes de trânsito, que, consequentemente, podem causar mortes e ferir pessoas. Segundo dados da Setratt, somente neste primeiro semestre de 2014 ocorreram 1.659 acidentes na cidade. “Queremos educar as pessoas no trânsito, e acima de tudo, queremos salvar vidas”, disse Argemiro.

Leia também:  Mensagem com novos números do Samu é mentirosa

Prazo Final

Sobre o início da fiscalização do excesso de velocidade e as eventuais multas, o secretário não confirma data certa, mas estima que tudo esteja pronto na segunda quinzena de outubro. “Pode ser que em meio a nossa sinalização, a chuva ou outra intempérie atrase com o cronograma. Mas, tecnicamente, já está tudo pronto, burocraticamente idem, então, ainda, vamos continuar com os equipamentos ligados, como estão, para a adaptação das pessoas e quando começarem as fiscalizações vamos avisar devidamente”, finalizou.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.