A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Judiciária Civil, prendeu na quarta-feira (22), um homem acusado de assassinar a sua companheira com tiro na face, na região do Novo Terceiro, em Cuiabá. O suspeito foi reconhecido pela família da vítima, mas a Polícia apura a sua verdadeira identidade. Para os familiares da companheira ele se apresentava como Elias Cruz e na Delegacia afirmou que se chamar Edis Cruz.

O suspeito estava foragido desde maio deste ano pelo assassinato da companheira Claudia Deodete de Assunção. Durante as investigações das circunstâncias da morte da vítima, testemunhas afirmaram que, durante uma discussão entre o casal, o suspeito efetuou um disparo de arma de fogo, atingindo a região da face da parceira, em frente a casa onde moravam, no bairro Novo Terceiro.

Leia também:  Acusado de matar boliviana é preso pela PC em Sinop

Na quarta-feira (22), após uma denúncia anônima informando o seu paradeiro, o acusado acabou preso.  Uma equipe da DHPP se deslocou até o local indicado na denúncia, no bairro Jardim Vitória, onde conseguiu localizar e dar cumprimento ao mandado de prisão preventiva do foragido.

Em interrogatório, o acusado assumiu que manteve um relacionamento amoroso com a vítima, mas negou o crime. O delegado André Renato Gonçalves, solicitou perícia datiloscópica para elucidar a verdadeira identidade do assassino.

Em checagem das duas identidades apresentadas pelo suspeito, foi encontrado outro mandado de prisão em aberto, expedido pela Comarca de Machadinho, Rondônia, no nome de “Elias Cruz”, também pelo crime de homicídio. Segundo apuração da Polícia, o caso no Estado vizinho ocorreu no ano de 1996 e a vítima foi outra ex-companheira.

Leia também:  Pai embriagado provoca acidente e filha de 2 anos é encaminhada ao PA Infantil
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.