Obra foi lançada em 2007 - Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT
Obra foi lançada em 2007 – Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

Simpatizantes e colaboradores do Movimento de Combate à Corrupção do Poxoréu (MCCP) realizarão na tarde deste sábado (25), uma caminhada para protestar sobre as obras milionárias da cidade que estão abandonadas. O evento denominado de Lagoaço, está previsto para ter início às 14h e o ponto de partida será o trevo das lanchonetes, no centro de Poxoréu.

De acordo com a presidente do MCCP, Juscinete Souza Reis, a reivindicação é principalmente com relação a situação atual do Balneário Lagoa, obra com custo previsto de R$ 6 milhões e que está paralisada há anos 7 anos.

Juscinete presidente MCCP - Foto: Assessoria
Juscinete presidente MCCP – Foto: Assessoria

“O intuito é de chamar a atenção da sociedade, para que o Poder Público preste esclarecimentos sobre o andamento da obra do Balneário Lagoa, da delegacia e do ginásio Cinquentão”, disse ela.

Leia também:  Concurso público da Seduc divulga resultado nesta segunda

São esperadas cerca de 400 pessoas para este manifesto e ainda de acordo com a organização o movimento tem apoiadores de todos os municípios da região.

MCCP

O MCCP nasceu em alguns meses após uma reunião entre amigos que estavam preocupados com a atual situação político-administrativo da cidade.

Juscinete lembra também que a ideia teve início depois que sua família foi vítima de assalto, onde na ocasião, seu irmão foi morto pelo assaltante, mesmo a residência sendo localizada ao lado de uma delegacia.

Na página online do grupo, várias denúncias são mostradas para a sociedade e protocoladas junto ao Ministério Público Federal e Estadual.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.