Sibutramina, Xenical, Quitosana, Cenaless entre diversos outros remédios lideram o polêmico tema sobre os resultados rápidos, os riscos e a real necessidade de fazer o uso de medicamentos para perder peso, muitas vezes, sem a avaliação médica.

Até que ponto vale a pena arriscar para a busca de um corpo perfeito?

Na “briga” entre os remédios químicos x remédios naturais você pode acabar levando a pior se não seguir as orientações adequadas ou não souber lidar com o principal conselheiro de uma batalha saudável pelo emagrecimento: a paciência.

REMEDIOEmagrecer Com Remédio
Que os resultados esperados são atingidos pode ser um fato. Entretanto, os riscos são muitos e podem ser graves.

Vale lembrar que, quando falamos em remédio para emagrecer, podemos nos referir também aos remédios naturais, os quais, em relação aos quimicamente elaborados, possuem menor ou nenhum risco de consequências desagradáveis.

Contudo, as pessoas que buscam o emagrecimento querem resultados rápidos. Sem paciência, optam por buscar esses retornos nos medicamentos, pagando preços – muitas vezes elevados – e correndo riscos que podem ser fatais.

Leia também:  Saiba como baixar o ácido úrico no sangue

Já os remédios naturais, como chás, sucos e grãos específicos, embora gerem resultados mais demorados, lhe isentam de efeitos desagradáveis mantendo sua saúde fora de quaisquer riscos, além de não causarem dependência.

Remédios naturais
Entre as opções naturais, sucos de laranja amarga, abacaxi com linhaça e chá verde são apenas alguns que auxiliam na eliminação de toxinas e excesso de líquido do corpo.

A inibição da fome também é uma das ações de alguns remédios naturais, como a ração humana (receita composta por diversos grãos, cada qual com um objetivo diferente).

O suco de tomate é uma outra opção caseira para conquistar o emagrecimento. Fonte de nutrientes, o suco ajuda a reduzir o apetite e evitar que você coma fora de hora ou em demasia.

Tomado pela manhã, em jejum, pelo período de 5 dias, se torna um grande aliado na busca pelo corpo perfeito.

Certamente vale considerar a substituição de um fármaco para emagrecer por um produto natural.

Leia também:  Pais não deveriam dar suco de fruta antes de 1 ano, dizem experts

O Mais Famoso Remédio Para Emagrecer e Seus Comparsas
O remédio para emagrecer mais famoso no Brasil, com certeza é a Sibutramina. Um potente inibidor de apetite que age diretamente no cérebro.

Com a promessa de perder até 2 quilos em 1 mês, o medicamento – que tem a função de inibir a obesidade – é comumente utilizado por mulheres que querem, a qualquer custo, perder os quilinhos a mais.

Agindo na ansiedade, a Fluoxetina também é utilizada pelos insatisfeitos com o próprio corpo. Uma vez que a ansiedade é um dos principais motivos que levam ao aumento de peso, o remédio é bastante receitado e, muitas vezes, usado por aqueles que se automedicam.

Não menos agressivo, o Xenical atua fortemente no metabolismo das gorduras não deixando com que o organismo absorva as gorduras ingeridas durante sua alimentação. É como um separador dos nutrientes e da gordura, fazendo seu corpo aceitar somente o necessário de cada alimento.

Vale salientar que o uso de remédio para emagrecer jamais deve ser feito sem uma orientação médica, uma vez que possuem fortes componentes que, se utilizados de forma indevida ou em pessoas com alguma complicação, podem levar à morte.

Leia também:  Os 7 alimentos que mais causam alergia

remedioPor que emagrecem?
Concluindo, os remédios costumam agir na inibição da fome ou no aumento do gasto calórico.

Embora muitos tragam resultados rápidos, se não tivermos orientação e autorização médica, vale a pena fazer uso dos remédios naturais e manter uma vida saudável.

Uma boa noite de sono, alimentação adequada (cortando gorduras, frituras e excesso de açúcar) e a prática de atividades físicas podem fazer com que os remédios naturais tragam resultados mais rápidos e sejam opções vantajosas, além de evitar o “efeito-sanfona” que os remédios podem causar após o ciclo tomado.

Assim sendo, o uso de um remédio natural elimina o risco de efeitos nada agradáveis para a sua saúde, além da economia que você terá em não comprar um remédio para emagrecer nas farmácias.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.