O Sindicato dos Servidores do Detran-MT (Sinetran-MT) protocolou na manhã dessa quinta-feira (23), um oficio denunciando a conivência do presidente do Detran-MT, Eugênio Destri permitindo que uma pré-adolescente de aparentemente 11 anos, fizesse  trabalhos de limpeza na Ciretran do município de Porto de Gaúchos, no interior de Mato Grosso.

O fato foi gravado em vídeo no mês de março de 2014 por uma servidora e enviada para o Sinetran que denunciou o caso para a chefe de gabinete da presidência do Detran-MT,  Pamela de Oliveira, mesmo assim não houve punição ao chefe da Ciretran Fagner Silva Pedroso que permitiu a menor trabalhar no lugar de outra funcionária terceirizada contratada, que havia faltado no serviço.

Leia também:  BR-364 é interditada entre Rondonópolis e Cuiabá nesta terça

Ao contrário, a única providencia tomada foi a demissão da funcionária do serviço de limpeza.  “Há meses que estamos esperando uma atitude da direção do Detran-MT. O fato do presidente fazer vista grossa e colocar a sujeira debaixo do tapete demonstra conivência com a atitude do chefe da Ciretran, o que abre precedente para que o fato possa acontecer novamente. Isso é exploração  de trabalho infantil, não podemos tolerar isso”, afirmou Daiane Renner, vice-presidente do Sinetran-MT.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.