As chuvas favorecem os setores agrícolas  na produção dos alimentos oriundos destas cadeias, como a carne e o leite, porém, esse favorecimento pode não abranger o lado econômico, principalmente para os produtores e indústrias de laticínios.

A produção de leite aumentou 139.653 litro por dia, no entanto, o produtor continuou recebendo pelo litro de leite produzido em setembro deste ano o mesmo valor recebido no ano de 2013, R$ 0,83 (média MT). As informações foram divulgadas pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) ontem (10) no Relatório Mensal do Leite.

“Esta leve desvalorização no preço do leite pago ao produtor foi também registrada nos principais estados produtores e está atrelada à dificuldade que o mercado de lácteos está atravessando, onde a demanda por leite não está acompanhando a oferta” explica o economista responsável pelo relatório.

Leia também:  Governo entrega cartão Pró-família e paga cofinanciamento social em Alta Floresta

Ainda conforme os economistas do Instituto existe uma sensação de queda no consumo dos derivados do leite, ocasionada possivelmente pela redução do poder de compra dos consumidores.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.