O 1º Ofício de Barra do Garças denunciou a falsificação de sete cédulas de produtor, no valor de R$ 9 milhões. O resultado desta ação foi a prisão de W. S. em Barra do Garças. O cartorário seguiu orientações da Associação dos Notários e Registradores do Estado de Mato Grosso (Anoreg/MT) e informou aos órgãos responsáveis, que confirmaram a falsificação dos documentos.

Segundo o oficial registrador do 1º Ofício, Adalberto Texeira da Silva, foi verificado que a área apresentada nas cédulas de produtor não pertenciam ao município de Barra do Garças e uma nota de devolução foi emitida informando que só seria registrado mediante uma certidão de localização expedida pelo Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat). No dia seguinte o suspeito compareceu com a certidão.

Leia também:  Não registrando casos de sarampo há 17 anos, Vigilância Epidemiológica faz alerta e orienta mato-grossenses

“Suspeitamos da rapidez, pois demora no mínimo 30 dias para o Intermat expedir uma cédula dessa.Também verificamos o papel, o selo holográfico e comparamos a outros documentos. A falsificação era muito bem feita. O Intermat mandou um oficio dizendo que o documento era falso, a área era realmente de outra comarca e ainda era uma reserva indígena do Xingu”, comentou o oficial registrador.

PREVENÇÃO

A presidente da Anoreg/MT, Maria Aparecida Bianchin Pacheco, diz que a associação sempre orienta os notários e registradores sobre as fraudes, inclusive disponibilizando cursos sobre grafotécnica e documentoscopia aplicada à atividade registral e notarial.

“Procuramos sempre nos manter atualizados e a Anoreg/MT trouxe inclusive neste ano cursos com técnicos e científicos na elaboração de documentos na prevenção de fraudes. Inclusive a associação criou um canal direto de comunicação entre os cartórios de registro civil e o Intermat, que será disponibilizado”, informou.

Leia também:  Secretário de Segurança deve ser afastado e usar tornozeleira em MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.