Casa onde o idoso morreu - Foto: Ricardo Costa / AGORA MT
Casa onde o idoso morreu – Foto: Ricardo Costa / AGORA MT

Divino Fernandes Castilho, 65 anos, foi encontrado morto na manhã desta quarta-feira (10), em sua residência localizada na rua Augusto de Moraes, centro de Rondonópolis. A equipe do Samu foi até o local, constatou o óbito e comunicou a polícia por achar a situação em que o corpo estava suspeita.

O corpo foi encontrado caído no quarto, sem roupas e com um ferimento na costela.

No local estava o filho, Divino Fernandes de Castilho Filho, e a amasia da vítima, Silvanete Mendes de Souza, 34 anos. Divino Filho conta que a amásia de seu pai foi quem ligou para ele dizendo que havia ocorrido o falecimento, momento em que ele foi até a casa do pai e comunicou o Samu.

Leia também:  Detento se solta de algemas, quebra teto de viatura em movimento e foge

O filho relatou que o pai vivia na casa apenas com a amásia e que ela agredia Divino com frequência. Os vizinhos do casal também reforçaram a versão dizendo que sempre ouviam Divino pedindo socorro devido as agressões e que inclusive, na manhã de hoje antes dele falecer, ouviram gritos da vítima.

Silvanete, amásia de Divino, do lado de fora da casa - Foto: Ricardo Costa / AGORA MT
Silvanete, amásia de Divino, do lado de fora da casa – Foto: Ricardo Costa / AGORA MT

Divino Filho também contou que o pai era doente e que tomava remédio diariamente, além de que ele tinha problemas com bebida alcoólica. Já a amásia conta que a vítima começou a passar mal pela manhã, que ele tomou remédio, mas os sintomas não passaram e ele morreu.

De acordo com a amásia o seu companheiro teria sido diagnosticado com cirrose hepática e que sempre se sentia mal por causa da doença. Para ela esse teria sido a causa da morte. Silvanete afirmou que desde que Divino descobriu que estava com cirrose ele teria parado de beber.

Leia também:  Traficante tem mandado de prisão cumprido durante operação ‘Sem Cessar’ em Rondonópolis

“A família dele sabia que Divino estava doente, ficou inchado por meses, agora parece que querem me acusar. Ele passou mal, vomitou sangue e logo morreu”, disse Silvanete a reportagem.

A Polícia Técnica esteve no local para colher informações e fazer o laudo que dirá a causa da morte. A Polícia acompanhará o caso.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.