Depois de protagonizarem uma briga no lobby do MGM Grand Hotel e Cassino, em Las Vegas, durante um evento promocional em agosto passado, Jon Jones e Daniel Cormier foram flagrados em um vídeo, dois dias depois, trocando uma série de ofensas e provocações. O flagra aconteceu após os dois participarem de uma entrevista ao canal de TV americano ESPN. Achando que não estavam mais no ar, “DC” chegou a dizer que cuspiria na cara do rival, enquanto Jones respondeu que o mataria caso isso acontecesse. As imagens não foram ao ar no dia, mas acabaram sendo divulgadas logo depois.

Em uma teleconferência com jornalistas nesta segunda-feira, o campeão dos pesos-meio-pesados foi questionado sobre o vazamento das imagens e disse que, passado o susto inicial, se sentiu aliviado pelo fato de elas terem sido divulgadas.

– Quando aquele vídeo vazou e as pessoas viram aquele meu lado, foi um tipo de alívio. Porque, sabe, eu sou cristão e eu tento manter a minha imagem de uma certa forma. Acho isso importante para as pessoas que eu inspiro e que me apoiam. Ao mesmo tempo, esse sou eu. E eu vou xingar, vou dizer a um cara que disse que iria cuspir na minha cara que vou matá-lo, vou chamá-lo de certos nomes, como o chamei… Isso foi algo ruim de uma forma, mas foi um alívio que as pessoas puderam ver que Jon Jones tem um pouco de gueto. Elas finalmente puderam ver isso – declarou.

Leia também:  União tem desafio diante do Luverdense em Lucas

“Bones”, no entanto, admitiu que não gostou quando soube que o Ultimate utilizou o vídeo para promover o duelo, que acontece na luta principal do UFC 182, neste sábado, em Las Vegas.

– Eu não me sinto ofendido, mas me senti ofendido no começo, foi a minha primeira reação. Mas é o Ultimate. O UFC 151 foi cancelado e instantaneamente a minha imagem foi arruinada do dia para a noite. E isso me ensinou muito sobre o UFC. Então, o fato de eles usarem isso para promover lutas não me surpreendeu. Aquilo foi o que eu disse, aquelas foram as minhas palavras e eu vou viver com isso. Como atleta profissional, campeão, cristão e uma pessoa que não está perto de ser perfeita, eu sempre tentei ser profissional e é por isso que eu tenho tantos patrocínios, porque eu me comporto como uma pessoa que as pessoas gostariam de apoiar. Mas eu, com os meus amigos e minha família, sou um cara real. Sou apenas eu mesmo.

Leia também:  Público reage e evita prejuízo para o União

O campeão também afirmou que já não se importa com a opinião dos fãs que não gostam dele e que tentam provocá-lo todos os dias através das redes sociais.

– É algo tão idiota! É tipo assim: “Cara, você é falso.” Eu venho ouvindo que sou falso há tantos anos que já nem ligo. Quem liga se eu sou falso? Eu venço lutas e é para isso que estou aqui. Não estou aqui para vencer com a minha personalidade. Estou aqui para lutar. Esse é o meu trabalho – concluiu.

O Combate transmite o UFC 182 ao vivo e com exclusividade neste sábado a partir de 22h (horário de Brasília), e o Combate.com acompanha o torneio em Tempo Real. Confira o card completo:

Leia também:  1º Campeonato de Futebol Amador é suspenso temporariamente

UFC 182
3 de janeiro de 2015, em Las Vegas (EUA)
CARD PRINCIPAL
Peso-meio-pesado: Jon Jones x Daniel Cormier
Peso-leve: Donald Cerrone x Myles Jury
Peso-médio: Brad Tavares x Nate Marquardt
Peso-mosca: Louis Gaudinot x Kyoji Horiguchi
Peso-meio-médio: Hector Lombard x Josh Burkman
CARD PRELIMINAR
Peso-leve: Danny Castillo x Paul Felder
Peso-galo: Marcus Brimage x Cody Garbrandt
Peso-pesado: Shawn Jordan x Jared Cannonier
Peso-leve: Evan Dunham x Rodrigo Damm
Peso-meio-médio: Mats Nilsson x Omari Akhmedov
Peso-galo: Alexis Dufresne x Marion Reneau

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.