Um total de 15 milhões de cheques foram devolvidos no ano passado, equivalente a 2,04% do total de cheques compensados. Esse é o maior patamar de devolução por falta de fundos desde 2009, quando a inadimplência com cheques atingiu 2,15%, em meio aos reflexos da crise financeira internacional. Os dados foram divulgados hoje (21) pelo Serasa.

Durante o mês de dezembro do ano passado (2014), foi registrado também, uma alta no percentual de cheques devolvidos, passando de 1,91% para 1,94% a taxa em comparação com o mesmo mês do ano anterior (2013).

A escalada da inflação e das taxas de juros no ano passado, aliadas à estagnação da atividade econômica, foram os fatores que impulsionaram a inadimplência com cheques no ano passado, conforme explicam os economistas da Serasa Experian.

Leia também:  MT registra queda nas vendas de veículos de 8,8% em junho

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.