O repórter Márcio Gomes, da TV Globo, e um cinegrafista foram deportados pelo governo da Indonésia. A informação foi confirmada pelo setor de comunicação da emissora. Enviada para acompanhar a execução do brasileiro Marco Archer, de 53 anos, a dupla chegou a ser detida, sábado passado, na cidade de Cilacap. Foi liberada depois, mas os passaportes ficaram retidos.

O jornalista Márcio Gomes entrou na Indonésia com visto de turista. Ontem, de acordo com a Globo, Márcio Gomes e o cinegrafista foram transportados para a capital, Jacarta, pela polícia, acompanhamento necessário por estarem sem passaporte. Lá, aguardariam em um hotel o voo para Tóquio (Japão), onde Márcio Gomes atua como correspondente.

O Itamaraty não quis comentar o assunto. Sábado, equipe de reportagem da “Folha de São Paulo” também foi ameaçada de deportação pelo governo da Indonésia.

Leia também:  Epidemia de peste pneumônica deixa 74 mortos em Madagascar
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.