Em Mato Grosso, cerca de 42 mil eleitores estão em situação irregular segundo informou o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Estado. Para evitar que o título seja cancelado, eleitores que não têm comparecido às urnas e nem justificado a ausência por três eleições consecutivas, devem comparecer ao cartório eleitoral onde está inscrito entre os dias 2 de março a 4 de maio deste ano.

Ao comparecer no cartório, o eleitor deve portar o documento com foto, o título de eleitor e requerer a regularização de sua situação.

De acordo com o TRE-MT, uma lista dos eleitores em situação irregular, com nome e número do título eleitoral já está disponível nos cartórios eleitorais para consulta e também no site da instituição.

Leia também:  Governo do estado inaugura 22 km de estradas em Jaciara e Juscimeira

Conforme o TRE, “as regras valem para os brasileiros alfabetizados que têm entre 18 e 70 anos, excluindo os que se enquadram como analfabetos, os que têm 16 e 17 anos e os maiores de 70 – denominados eleitores facultativos.”

O eleitor que não regularizar a sua situação, além de ficar impedido de votar, perde o direito de exercer outros direitos, inscrever-se em concursos públicos, obter CPF e passaporte, tomar posse em cargos públicos e matricular-se em instituições públicas de ensino

A Justiça Eleitoral lembra que não fará nenhum tipo de notificação ao eleitor em situação irregular.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.