Manifestantes pedem solução ao caso - Foto: Divulgação
Manifestantes pedem solução ao caso – Foto: Divulgação

Professores e alunos de Itiquira, saíram as ruas na manhã de hoje (19), em um manifesto pacífico, para repudiar a nomeação da assessora pedagógica Rosimere Campos Ribeiro. O grupo protestante acredita que ela tenha usado de ‘artimanhas’ para conseguir ocupar o cargo novamente.

De acordo com o professor João Neto, a vaga na assessoria é definida por votação, entretanto, este ano só houve uma candidata, Ellem Regina Camargo. Por problemas na documentação a candidata Ellem foi impugnada pela Seduc nos últimos dias de cadastro, sem chance para recorrer, e a vaga passou a ser definida por indicação.

“Enquanto o tempo passou, me convenceram a mandar meu curriculum, pois quem ocupa o cargo, perde a aposentadoria especial e mais alguns benefícios, mesmo assim com apoio da família resolvi encarar”, disse João Neto.

Leia também:  MP assina TAC com município para revitalizar ‘Praça dos Carreiros’

Os dias passaram e nenhuma novidade sobre a indicação era divulgada, até que o grupo de professores descobriu que Rosimere havia se indicado.

Para João Neto, a permanência de Rosimere no cargo terminará em resultados negativos para o município.

“Ela usou a política para se alto promover além de tentar ocultar a decisão. Fizemos uma reunião, onde vários servidores relataram que são perseguidos pela assessora”, denúncia João.

A ata da reunião foi enviada a Secretaria Estadual de Educação (Seduc). O grupo espera uma intervenção do Estado no caso.

OUTRO LADO

Até o fechamento desta matéria, a assessora Rosimeire citada no texto não foi localizada pela reportagem.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.