Foi aprovado ontem, na Câmara Municipal, projeto de lei autorizativo que cria o programa “Recicla Rondonópolis” com coleta seletiva e aproveitamento de resíduos sólidos. A proposta é de autoria do vereador Thiago Silva (PMDB). Ele explica que o objetivo do projeto é conscientizar e incentivar a população sobre o correto descarte do lixo, promovendo a preservação do meio ambiente e oportunizando a reciclagem dos resíduos descartados. “A coleta seletiva de lixo vai evitar que produtos recicláveis sejam jogados no lixão”, ressaltou.

De acordo com Thiago Silva, antes da apresentação da lei, ele visitou várias cooperativas de reciclagem, como a cooperativa do Jardim das Flores, em Rondonópolis, foi também ao município de Campo Verde, onde já existe uma cooperativa que realiza o trabalho de separação do lixo.

Leia também:  Após pedido do vereador Rodrigo da Zaeli repasse é feito pelo Governo do Estado para retomada de obras

Pelo projeto, a coleta seletiva deverá ser implantada e mantida nos seguintes locais: condomínios, shopping centers, teatros, cinemas, casa de eventos, estádios, ginásios e similares; clubes recreativos e esportivos, estabelecimentos comerciais, residências, indústrias e órgãos públicos.

A lei aprovada prevê que os proprietários ou locatários de edificações residenciais, estabelecimentos comerciais ou industriais, como consumidores e geradores dos resíduos sólidos, sejam responsáveis pelo processo de seleção do resíduo, o condicionamento de forma adequada e em separado.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.