O juiz Luiz de Moura Correia, responsável pelo pedido de suspensão do aplicativo WhatsApp em todo o Brasil, recebeu representantes do Facebook, empresa detentora do aplicativo, e da Polícia Civil do Piauí.

O Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) informou que correu para tratar o caso de suspensão do aplicativo que veio à tona no mês passado. Ainda de acordo com o TJ, o juiz serviu de interlocutor entre as partes que discutiram os pontos de vista legal e logístico.

Ambas concordaram que é preciso haver uma adequação à legislação brasileira que possibilite um canal de comunicação permanente. A polêmica surgiu após a empresa descumprir uma série de solicitações e informações ao aplicativo iniciada pela Polícia do Piauí ainda em 2013. A decisão foi derrubada 24 horas depois.

Leia também:  Saque de conta inativa do FGTS é prorrogada e fica disponível até dia 31
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.