Os pedidos de asilo em países ricos aumentaram 45% em 2014, impulsionados pelos conflitos na Síria e no Iraque, aproximando-se do recorde registrado no início da guerra na Bósnia-Herzegovina, de acordo com dados publicados hoje pela Organização das Nações Unidas (ONU).

A situação nesses dois países deu lugar “à pior crise humanitária da nossa era”, declarou a porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Melissa Fleming, em entrevista coletiva.

No total, 866 mil pedidos de asilo foram entregues, no ano passado, a 44 países industrializados, 45% a mais que em 2013. O número atinge, assim, quase o mesmo nível recorde registrado em 1992, no início da guerra na Bósnia-Herzegovina, em que foram enviados 900 mil pedidos de asilo.

Leia também:  Garoto capturado pelo Estado Islâmico há 3 anos é reconhecido em foto e reencontra família

A Síria foi o país de onde vieram mais pedidos de asilo, em um total de 149.600.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.