Conhecido por adotar diversas estampas em seus capacetes ao longo da temporada, Sebastian Vettel não gostou nem um pouco da nova regra criada pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA), que vai impedir os pilotos de alterarem os designs de seus cascos ao longo do campeonato de 2015, que começa no dia 15 de março, em Melbourne, na Austrália. Para o tetracampeão, a medida é uma “piada”.

– Sinceramente, acho que é uma piada. Há outras coisas mais importantes para resolver e isso parece ter sido a única coisa sobre a qual eles conseguiram chegar a uma decisão – criticou o piloto de 27 anos.

Desde que chegou à Fórmula 1, o alemão já utilizou mais de 60 desenhos diferentes em seus capacetes. A medida da FIA visa facilitar a distinção dos pilotos durante as corridas e também aumentar o apelo comercial da categoria, criando mais identificação entre fãs e competidores. No entanto, Vettel afirmou que, dependendo do valor da punição para quem descumprir a nova regra, vai preferir arcar com as consequências de mudar sua pintura.

Leia também:  União perde em casa e dá adeus ao sonho da Série C

– Ainda não faço ideia de quais serão as sanções aplicadas para quem descumprir a regra. Mas se for uma simples multa e se o dinheiro for destinado a obras de caridade, então ficarei feliz em continuar mudando o meu capacete – disse o tetracampeão mundial.

Quando anunciou a nova regra, a FIA não determinou qual será a punição aplicada aos pilotos que a desrespeitarem. Em sua nova fase na Ferrari, Vettel já tinha a intenção de adotar uma pintura fixa, predominantemente branca, com o desenho da bandeira da Alemanha. Mas, nas temporadas anteriores, mesmo os pilotos que tinham cascos únicos gostavam de utilizar edições especiais em determinadas ocasiões.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.