A contagem regressiva para os Jogos Olímpicos Rio 2016 já começou. São menos de 500 dias para o principal evento esportivo do planeta, que desembarca pela primeira vez na América do Sul. Nesta terça-feira, o Comitê Organizador anunciou o início das vendas dos ingressos com as datas e horários de cada evento, e o GloboEsporte.com fez uma lista com 16 deles que você não pode perder. Confira todos os detalhes para ficar de olho na hora de escolher o que assistir a partir do dia 3 de agosto do ano que vem. Estrelas do esporte não vão faltar: Usain Bolt, Cesar Cielo, Neymar, LeBron James, Roger Federer, Novak Djokovic, Ricardo/Emanuel, Isinbayeva, Teddy Riner, entre muitos outros.

Natação recheada de estrelas

O Estádio Olímpico de Desportos Aquáticos, que será uma construção provisória no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, receberá a natação entre os dias 6 e 13 de agosto, e, entre os muitos nomes de destaque no cenário internacional, o torcedor brasileiro estará de olho, principalmente, em Cesar Cielo, nas provas dos 50m e 100m livre. Outra atração pode ser a presença do maior medalhista olímpico de todos os tempos, o americano Michael Phelps, especialista dos 200m medley e 100m borboleta. Entre as mulheres, o fenômeno americano Missy Franklin também estará em ação em muitas provas, e favorita nos 100m e 200m costas.

Confira as datas das provas: 08/08: sessão de 22h a 0h – final dos 100m costas feminino; 10/08: sessão de 22h a 0h25 – final dos 100m livre; 11/08: sessão de 22h a 23h55 – final dos 200m medley masculino; 12/08: sessão de 22h a 23h30 – final dos 200m costas feminino, final dos 100m borboleta masculino, e final dos 50m livre masculino.

Dream Team em ação

Em 18 edições dos Jogos Olímpicos, a seleção masculina de basquete dos Estados Unidos não ficou com a medalha de ouro em apenas quatro delas. Ou seja, parar os americanos é uma tarefa quase impossível, e se você comprar o bilhete para a decisão do torneio olímpico provavelmente estará diante da equipe de LeBron James & Cia. A decisão está marcada para o dia 21 de agosto, às 15h45, na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico da Barra da Tijuca. A disputa pelo bronze acontece no mesmo dia e local, às 11h30.

Judô com lenda francesa

Dono de uma medalha de bronze em Pequim 2008 e outra de ouro em Londres 2012, o francês Teddy Rinner é o principal nome do judô mundial na atualidade. Ele luta na categoria pesado, acima de 100kg, a mesma do brasileiro Rafael Silva, o Baby, um de seus principais adversários. A disputa pela medalha dessa categoria acontecerá na Arena Carioca 2, no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, no dia 12 de agosto, em sessão das 15h30 às 18h10. A disputa do judô será toda no mesmo local, entre os dias 6 e 12, com as primeiras fases entre 10h e 13h, e as finais entre 15h30 e 18h10.

Leia também:  Brasileira leva ouro em natação e se torna a 1° campeã mundial do país

Maracanã e o ouro inédito no futebol

A seleção brasileira de futebol terá mais uma oportunidade de buscar a inédita medalha de ouro em Jogos Olímpicos. A expectativa é que o time, que deverá ser comandado por Alexandre Gallo, tenha a presença de Neymar, astro da seleção principal e do Barcelona. O time só pode ter a presença de três jogadores acima dos 23 anos. Se na Copa do Mundo do ano passado a seleção principal nem chegou à decisão no Maracanã, agora surge uma nova oportunidade de fazer história no estádio, já que ele receberá a disputa pelo ouro no dia 20 de agosto, às 17h30.

Tênis recebe torneio histórico

O Centro Olímpico de Tênis, que será um dos legados para a modalidade após os Jogos, está em processo de construção no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, e promete receber um verdadeiro Grand Slam em solo carioca. Nomes como Roger Federer, Novak Djokovic, Rafael Nadal, Andy Murray, Serena Williams, Maria Sharapova e Caroline Wozniacki deverão estar no Rio e prometem atrair grande público aos jogos que começam no dia 6 de agosto. O tênis também contará com a presença de duplistas da elite mundial, como os brasileiros Bruno Soares e Marcelo Melo, que estão entre os favoritos às medalhas. A decisão feminina será no dia 13, durante a sessão de 12h às 20h. A final masculina acontece no dia 14, no mesmo horário.

Usain Bolt e Yelena Isinbayeva

Num dos esportes mais aguardados dos Jogos Olímpicos, o atletismo terá como palco o Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, que receberá estrelas imperdíveis como o jamaicano Usain Bolt e a russa Yelena Isinbayeva. Bolt é aguardado nas finais dos 100m e 200m rasos, onde buscará o terceiro ouro nas duas provas, a primeira delas no dia 14 de agosto, na sessão de 20h15 a 22h30. No dia 28, na sessão de 18h35 a 22h35 acontecerá a luta pela medalha dos 200m. Isinbayeva, dona de dois ouros e um bronze na prova do salto com vara, deverá marcar presença na final do dia 19, entre 20h10 a 22h45, quando a torcida brasileira espera torcer por Fabiana Murer.

Maratona: prova tradicional dos Jogos

Tradicionalmente a última prova dos Jogos, a maratona é disputada desde a primeira edição em Atenas, 1896. No Rio de Janeiro, apesar de acontecer no último dia de competições, não será a última disputa por medalhas. Os corredores que percorrerão 42,195km terão o privilégio de percorrer alguns dos principais pontos turísticos da Cidade Maravilhosa, com chegada no Sambódromo. A largada acontece às 9h30, e o público poderá acompanhar de graça pelas ruas onde a prova passar.

Leia também:  União, mesmo com derrota, avança e joga de novo contra o Dom Bosco

Brasil favorito no vôlei de quadra

As seleções brasileiras de vôlei, masculina e feminina, figuram na lista de favoritos ao ouro em qualquer análise antes dos Jogos. Entre os homens, são duas pratas, em Pequim 2008 e Londres 2012, e um ouro, em Atenas 2004, nas últimas três edições. As mulheres são as atuais bicampeãs olímpicas. A expectativa é que as duas equipes estejam nas finais, que serão disputadas no Maracanãzinho. No masculino, a decisão do ouro acontece no dia 21 de agosto, às 13h15. Um dia antes, 20, é a vez da briga pelo ouro feminino, às 22h15.

Brasileiros em destaque na maratona aquática

A expectativa por medalhas brasileiras na maratona aquática é grande. Em 2014, Ana Marcela Cunha e Allan do Carmo terminaram 2014 como campeões do circuito mundial, e ainda tem Poliana Okimoto na luta por uma vaga nos Jogos. A prova dos 10km entre as mulheres acontece no dia 15 de agosto, próximo ao Forte de Copacabana, a partir de 8h. No dia seguinte, no mesmo horário e local, é a vez dos homens. O torcedor poderá assistir de graça à disputa.

Arthur Zanetti e o domínio das argolas

A ginástica artística do Brasil tem um representante que vale ficar de olho nos Jogos. Arthur Zanetti é o atual campeão olímpico nas argolas e principal nome deste aparelho hoje no mundo. A decisão das medalhas nas argolas acontecerá no dia 15 de agosto, na sessão de 14h a 16h15, na Arena Olímpica do Rio, no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, casa da ginástica entre os dias 6 e 16. Na semana passada, Zanetti conquistou o ouro na etapa de Doha da Copa do Mundo e segue como favorito em todas as competições desde Londres 2012.

Copacabana: cenário do vôlei de praia

Uma arena será montada na Praia de Copacabana para receber o torneio de vôlei de praia, e o Brasil é, desde 1996, quando a modalidade chegou aos Jogos, o segundo maior vencedor, com dois ouros, seis pratas e três bronzes. Em número total de medalhas, 11, supera os Estados Unidos, que tem nove, mas com seis ouros. Assim, a expectativa é que o Brasil esteja no pódio nas finais. Apesar da lista de duplas não estar fechada, nomes como Ricardo e Emanuel, e Larissa e Talita, devem figurar na disputa. O torneio vai do dia 6 ao dia 18 de agosto, com disputa por medalhas entre as mulheres no dia 17 e entre os homens no dia 18.

Handebol feminino tem Brasil na briga

Em 2013, a seleção brasileira feminina de handebol surpreendeu ao conquistar o Campeonato Mundial da modalidade em Belgrado, na decisão contra a Sérvia, e agora chega credenciada a brigar por medalha nos Jogos Olímpicos do Rio, onde já tem vaga garantida. O torneio na Cidade Maravilhosa acontecerá na Arena do Futuro, instalação provisória montada no Parque Olímpico. A disputa começa logo no dia 6 de agosto, e a final feminina está marcada para o dia 20, às 15h30. No mesmo dia, às 11h30, a disputa é pelo bronze entre as mulheres.

Leia também:  União empata com o Luziânia

Vela: uma potência brasileira

O Brasil é dono de 17 medalhas olímpicas na vela e em 2016 chega com nomes que prometem brigar para aumentar esse número. A regata da medalha na classe Laser poderá ter a presença do supercampeão Robert Scheidt, dono de dois ouros, duas pratas e um bronze, que não sabe o que é passar em branco desde os Jogos de Atenas 1996. A disputa por medalha será no dia 15, na sessão das 13h às 17h30. Martine Grael e Kahena Kunze, que encabeçam a lista das melhores na classe 49erFX, podem estar na disputa por medalhas na regata do dia 18, também das 13h às 17h30. O torcedor poderá assistir a prova das areias da Praia do Flamengo.

Canoagem de velocidade na Lagoa

O baiano Isaquias Queiroz promete brigar para levar o Brasil ao pódio na canoa de velocidade, na prova individual C1 1000m, com final marcada para o dia 16 de agosto, em sessão das 9h às 10h40, no Estádio da Lagoa, num dos cenários mais bonitos da cidade. Em 2013, no Mundial, Isaquias se tornou o primeiro atleta brasileiro na história da competição a conquistar uma medalha, o bronze, e quer fazer mais história, agora no Brasil.

Tiro com arco no Sambódromo

A partir do dia 6 de agosto, o Sambódromo, acostumado ao Carnaval, a maior festa popular do país, será palco de um esporte não tão popular no Brasil, mas quer somar uma medalha verde e amarela nos Jogos. A competição, que vai do dia 6 ao dia 12 no local, pode contar com a presença do brasileiro Marcus Vinícius, de apenas 17 anos, vice-campeão da Copa do Mundo de tiro com arco em 2014. A medalha sai no dia 12 de agosto, em sessão das 15h às 17h20.

Plasticidade no nado sincronizado

O Parque Aquático Maria Lenk, que leva o nome de uma das maiores nadadoras da história do Brasil, receberás as provas do nado sincronizado nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, entre os dias 14 e 19 de agosto. A Rússia é a principal favorita da modalidade, com oito medalhas de ouro entre as provas de equipe, dueto e solo. O Brasil, com nomes como as gêmeas Bia e Branca Feres, além de Lara Teixeira & Cia., promete fazer bonito na disputa.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.