O inquérito do acidente no viaduto da Fernando Correa da Costa, entrada da Avenida Palmiro Paes de Barros, foi encaminhado ao Ministério Público, nesta quinta-feira (16), pela Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), da Polícia Judiciária Civil. O acidente que aconteceu na madrugada  do dia 26 de novembro de 2014, envolveu cinco veículos e levou quatro pessoas à óbito, além de um motociclista ferido na capital Cuiabá (215 Km de Rondonópolis).

Na ocasião, o motorista do Gol preto,  Joacir Leocádio Robelo Junior, de 29 anos, foi autuado nos crimes de embriaguez ao volante, homicídio culposo e lesão corporal culposa. Ele estava com carro parado na contramão em cima do viaduto e acabou sendo o pivô das colisões entre os veículos que passavam pelo local.

Leia também:  Três são presos após extração de madeira, uso de motosserra sem licença e porte de arma de fogo

Por ter  antecedentes pelo crime de embriaguez ao volante, infração de trânsito cometida em 18 de outubro passado, ele não teve a fiança aplicada pela autoridade plantonista. Mas posteriormente a Justiça concedeu sua liberdade.

Segundo as investigações, o Gol conduzido por Joacir  vinha no sentido centro/bairro, e conforme uma testemunha, andava fazendo zig zag pela Avenida Fernando Correa da Costa e quando chegou no viaduto colidiu contra a mureta de proteção e virou, ficando imobilizado em cima do viaduto na contramão.

No acidente morreram o motorista do Corolla, Diego da Silva Kiechel, duas pessoas que estavam no veículo Punto, o condutor James Boralho Paes de Barros Filho e o passageiro Luciano Siqueira Campos, e o policial militar, Elson Demetrio Silva, que foi atender o chamado via Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciosp), na companhia de outro militar.

Leia também:  Vaqueiro é preso por furtar gado do patrão em MT

Os policiais militares chegaram, pararam a viatura e quando começavam a sinalizar a pista os demais veículos em alta velocidade foram se chocando um ao outro, sendo um Corolla dirigido por Diego da Silva Kischel, de 25 anos, que foi a óbito na Policlínica do Coxipó, um motociclista e o Punto.

Segundo a perícia de local, os dois veículos Corolla e o Punto estavam em alta velocidade e se chocaram entre si depois de rodarem na pista. O veículo Punto bateu na viatura da PM e na parede do viaduto. O Corola que também rodopiou na pista colidiu na parede, bateu na motocicleta e no Gol parado na contramão.

Para a Polícia, todos concorreram para o acidente, de uma forma ou de outra.

Leia também:  Após assalto, ladrão deixa mensagem de desculpa em parede: 'Faço tudo pelo meu filho'

O inquérito foi relatado pelo delegado Christian Alessandro Cabral e encaminhado ao fórum no início do mês de dezembro de 2014. No dia 26 de fevereiro, o documento voltou para a Delegacia para juntamento dos laudos e novamente foi enviado ao MP. O delegado Christian Cabral deixou a Deletran e está no plantão da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), da Capital.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.