O inquérito do acidente no viaduto da Fernando Correa da Costa, entrada da Avenida Palmiro Paes de Barros, foi encaminhado ao Ministério Público, nesta quinta-feira (16), pela Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), da Polícia Judiciária Civil. O acidente que aconteceu na madrugada  do dia 26 de novembro de 2014, envolveu cinco veículos e levou quatro pessoas à óbito, além de um motociclista ferido na capital Cuiabá (215 Km de Rondonópolis).

Na ocasião, o motorista do Gol preto,  Joacir Leocádio Robelo Junior, de 29 anos, foi autuado nos crimes de embriaguez ao volante, homicídio culposo e lesão corporal culposa. Ele estava com carro parado na contramão em cima do viaduto e acabou sendo o pivô das colisões entre os veículos que passavam pelo local.

Leia também:  Colniza | Três pessoas são presas suspeitas de participação em assassinato de Prefeito

Por ter  antecedentes pelo crime de embriaguez ao volante, infração de trânsito cometida em 18 de outubro passado, ele não teve a fiança aplicada pela autoridade plantonista. Mas posteriormente a Justiça concedeu sua liberdade.

Segundo as investigações, o Gol conduzido por Joacir  vinha no sentido centro/bairro, e conforme uma testemunha, andava fazendo zig zag pela Avenida Fernando Correa da Costa e quando chegou no viaduto colidiu contra a mureta de proteção e virou, ficando imobilizado em cima do viaduto na contramão.

No acidente morreram o motorista do Corolla, Diego da Silva Kiechel, duas pessoas que estavam no veículo Punto, o condutor James Boralho Paes de Barros Filho e o passageiro Luciano Siqueira Campos, e o policial militar, Elson Demetrio Silva, que foi atender o chamado via Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciosp), na companhia de outro militar.

Leia também:  Após pane em rede, número 193 volta a funcionar em Rondonópolis

Os policiais militares chegaram, pararam a viatura e quando começavam a sinalizar a pista os demais veículos em alta velocidade foram se chocando um ao outro, sendo um Corolla dirigido por Diego da Silva Kischel, de 25 anos, que foi a óbito na Policlínica do Coxipó, um motociclista e o Punto.

Segundo a perícia de local, os dois veículos Corolla e o Punto estavam em alta velocidade e se chocaram entre si depois de rodarem na pista. O veículo Punto bateu na viatura da PM e na parede do viaduto. O Corola que também rodopiou na pista colidiu na parede, bateu na motocicleta e no Gol parado na contramão.

Para a Polícia, todos concorreram para o acidente, de uma forma ou de outra.

Leia também:  Paranatinga | Quadrilha é presa e droga apreendida após assalto

O inquérito foi relatado pelo delegado Christian Alessandro Cabral e encaminhado ao fórum no início do mês de dezembro de 2014. No dia 26 de fevereiro, o documento voltou para a Delegacia para juntamento dos laudos e novamente foi enviado ao MP. O delegado Christian Cabral deixou a Deletran e está no plantão da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), da Capital.

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.