A Câmara Municipal de Vereadores aprovou na sessão da última quarta-feira (1) a Mensagem Geral 003, de 27 de março de 2015, onde o prefeito Percival Muniz requisitava férias de 30 dias, amparado no artigo 80, inciso IV da Lei Orgânica, com incidência também no artigo 83, a partir da próxima segunda-feira (6). Desta forma, o vice Rogério Salles começará a próxima semana como chefe do Executivo Municipal e falou nesta quinta-feira (2) que não pretende implantar nada que mude o traçado administrativo já em andamento, que foi estrategicamente projetado pelo prefeito e vice.

Salles, que recebeu do prefeito a incumbência de tratar de políticas internas de celeridade para trâmites burocráticos, desde o início da gestão, assume o posto de chefe do Paço Municipal sem abortar a missão que desenvolve desde o início da gestão. “Este período que vou assumir (30 dias) não dá para fazer nada que mude drasticamente o quadro e nem é minha intenção. Nós temos um plano de governo em cumprimento e isto seguirá enquanto eu estiver prefeito”, confirmou.

Leia também:  Inscrições para a 3ª Feciti encerram-se na próxima segunda-feira (31)

Apesar de já ter saído das mãos do Executivo e ter sido entregue à Câmara, Rogério diz que continuará acompanhando o desenrolar da aprovação dos três Planos de Cargos, Carreiras e Salários – PCCS: da Educação, Saúde o instrumental. “A comissão que montamos para adiantar este estudo conseguiu entregar esta documentação à Câmara e ao Sispmur (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis) e como prefeito quero me manter informado sobre as discussões e seguir contribuindo para que esta situação avance o quanto antes”, pontuou.

Em relação ao seguimento do programa “Realizando Sonhos”, Salles confirmou que vai focar no acompanhamento do trabalho interno do setor de licitação e da Secretaria Municipal de Infraestrutura para que os contratos que ainda faltam ser firmados sejam estabelecidos, possibilitando novas ordens de serviço. “Temos 100 quilômetros de asfalto a fazer e muita gente esperando. Então não pretendo ficar lançando obra atrás de obra toda semana, até porque elas serão muitas. Vou cobrar dos secretários e da equipe administrativa para que não só este, mas os outros projetos que temos em curso possam sair logo do papel e beneficiar o cidadão que é a parte interessada nisso tudo”, finalizou.

Leia também:  Samu passa a contar com central mais ampla e moderna
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.