Depois da revelação de que Manny Pacquiaosofreu uma lesão no ombro semanas antes do duelo contra Floyd Mayweather, o atleta mais bem pago do mundo também disse que não estava 100% para o combate deste sábado, que vinha sendo apontado como  a “Luta do Século”. Mayweather derrotou o filipino em um combate polêmico, por decisão unânime dos juízes, mantendo a invencibilidade no boxe.

– Uma única luta não define o meu legado. Todas as lutas que eu tive fazem parte de quem eu sou. Eu não ia ficar falando, mas eu também tive muitas lesões indo para essa luta, mas eu precisava mostrar respeito ao meu adversário e pensar que ele seria muito bom, mesmo se conseguisse me vencer assim. Eu estava com meus braços machucados, as minhas duas mãos machucadas, mas ainda assim eu encontrei um caminho para vencer – declarou “Money” na coletiva de imprensa depois da luta.

Leia também:  Jogador revelado pelo REC marca contra o Flamengo

O americano também revelou que seu pai, Floyd Mayweather Sr, achou que o combate contra Pacquiao estava bastante equilibrado e que, por isso, teria pedido mais ação do filho dentro do ringue.

– Meu pai estava me enchendo durante a luta, porque toda vez que o Pacquiao soltava um soco, todo mundo gritava, os fãs comemoravam. Ele achou que a luta estivesse muito equilibrada e dizia: “Continua impondo o ritmo”. Mas eu sabia que estava ganhando e que os juízes não iam se impressionar com os gritos.  Eu sou um lutador calculista, sempre vou colocar um lutador na pior posição possível, porque isso vai me colocar na melhor posição possível. Manny estava causando uma boa impressão, mas não estava causando nenhum dano – diz.

Leia também:  União vence e assume liderança da Copa FMF

“Money”, que deve faturar cerca de R$ 600 milhões com o embate deste sábado, mostrou respeito pelo rival tanto dentro do ringue, quanto fora dele. Ao chegar à coletiva, ele o abraçou e agradeceu por ter permitido que a luta saísse do papel. O americano, no entanto, disse que sempre soube que tinha um nível técnico superior ao do adversário.

– Eu sempre soube que eu era o lutador mais inteligente. Eu sabia que ele seria difícil. Manny é durão, mas o seu trabalho de pernas, comparado com o meu, é totalmente diferente. A forma como ele usa os jabs, a defesa… Eu estava tentando ser esperto. Tenho um alcance maior do que o dele e acredito que a melhor forma de se vencer uma luta é sair dela menos castigado. Pacquiao me trouxe perigo em alguns momentos. Mas no primeiro round, eu entrei ali para senti-lo. Queria ver alguns movimentos, sentir o seu jab, tudo é movimento calculado. Quando ele me acertou com um gancho, eu pensei: “Já estive aqui antes, pense no que você precisa fazer para sair daí” e eu chegava perto do corpo dele para diminuir a velocidade e fui só administrando.

Leia também:  União joga domingo diante do Sinop no Luthero Lopes

Questionado se Pacquiao foi o adversário mais duro que já enfrentou, Mayweather desconversou.

– Manny é um lutador inacreditável, mas não posso dizer que ele é o melhor cara que eu já enfrentei e que o seu soco foi o mais duro q eu já senti no meu rosto. Eu posso dizer que sei porque ele está no topo do esporte, mas nós tivemos uma estratégia brilhante e aqui estou eu agora celebrando – finalizou.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.