Um homem flagrado fazendo sexo em uma praia do condado de Manatee, Flórida, em julho do ano passado foi sentenciado e condenado a 2 anos e meio de prisão nesta terça-feira. O casal manteve a relação sexual na areia próximo aos banhistas – inclusive crianças. As informações são do The Mirror.

Jose Caballero, 40 anos, terá de cumprir a pena após ter sido condenado em maio deste ano por acusações de comportamento indecente e lascivo.

Os advogados de Caballero disseram aos jurados que o casal não estaria fazendo sexo, e que Elissa Alvarez estava “dançando” em cima dele “para acordá-lo”.

“Pessoas que fazem sexo na frente de crianças precisam ser mantidas à distância”, disse o procurador adjunto Anthony Dafonseca.

Leia também:  Massacre em presídio da Venezuela deixa 37 detentos mortos

A companheira de Caballero, Elissa Alvarez, que estava em cima dele no momento em que foram fotografados transando na praia, não foi condenada à prisão e teve de pagar multa de mais de R$ 900. Os promotores disseram que a sentença mais dura sobre Caballero se explica ao fato de ele já ter antecedente de oito anos por tráfico de drogas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.