Policiais chegando no CRS - Foto: Alison Carvalho/ AGORA MT
Policiais chegando no CRS – Foto: Alison Carvalho/ AGORA MT

Os reeducandos do Centro de Ressocialização de Sorriso (CRS) iniciaram uma rebelião no local, na tarde desta quinta-feira (17). Mais de 40 policiais militares estão mobilizados no CRS na tentativa de conter a situação. O motivo que teria levado os presos a rebelião seria a superlotação.

Segundo os agentes penitenciários, o local tem a capacidade de 180 reeducandos, mas esse número já chegava a uma média de 250 detidos que são divididos em 10 celas.

Parte superior do CRS - Foto: Alison Carvalho / AGORA MT
Parte superior do CRS – Foto: Alison Carvalho / AGORA MT

Atualização às 18h12

Rotam entrando no CRS - Foto: Alison Carvalho/ AGORA MT
Rotam entrando no CRS

De acordo com informações, um advogado foi visitar um cliente e no acompanhamento do agente penitenciário, os detentos tentaram fazer o agente de refém, mas não houve êxito, os reeducandos cerraram 4 selas para cometer a ação.

Leia também:  Acidente na BR-163 deixa um homem morto; condutor do outro veículo fugiu

Segundo o agente penitenciário, os detentos estavam planejando uma fuga, mais eles não contavam com a presença dos policiais da Rotam de Cuiabá que estavam em Sorriso realizando uma operação. Logo os policiais se deslocaram até o presídio e entraram nas celas juntamente com os agentes penitenciários para realizarem as vistorias. Nas revistas realizadas foram encontradas uma grande porção de maconha.

De acordo com os agentes, os detentos estavam reclamando da superlotação do presídio.

Mais de 40 homens estão mobilizados no local, segundo Major Jorge Almeida do 12° Batalhão da Polícia Militar, a situação está praticamente controlada, mas os trabalhos dos policiais devem proceder no interior do CRS.

Leia também:  Colisão frontal entre carreta e utilitário deixa três mortos na BR-163
Momento em que a Rotam entra no presídio
Policiais fazem vistorias dentro do CRS
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.