Carreta atolada - Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT
Caminhão atolado – Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

Um caminhão carregado de adubo ficou atolado ao tentar passar pela avenida Pedro Caetano Rodrigues, no Distrito Industrial, em Rondonópolis – MT, neste sábado (12). O motorista passou o sábado, domingo (13) e até o fechamento desta matéria, ainda permanece no local aguardando por ajuda. A assessoria da Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder) informou que ele deve ser retirado ainda hoje (14).

Caminhão atolado - Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT
Caminhão atolado – Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

O veículo, não conseguiu passar pelos vários buracos e lama causadas pelas chuvas nos últimos dias. Segundo moradores, as crateras existem a muito tempo e nunca houve solução. Um trator tentou tirar a carreta, porém, não conseguiu.

Os empresários que trabalham no local sentem dificuldades, e alegam que existem empresas que não querem mais fechar contratos devido as más condições das ruas que acabam danificando os caminhões. “Os veículos carregados não conseguem chegar até minha empresa. Sempre atolam na areia. Estou perdendo clientes, eles estão evitando de vir aqui. Essa situação é rotineira. Agora imaginem em tempos de chuvas” desabafa um dos empresários.

O motorista está no local desde sábado (12) - Foto: você repórter
O motorista está no local desde sábado (12) – Foto: você repórter

O motorista que veio do estado do Paraná, estava fazendo as refeições no próprio caminhão e dependendo da solidariedade dos empresários para utilizar o banheiro.

Carreta atolada na sexta - Foto: você repórter
Carreta atolada na sexta – Foto: você repórter

Ainda conforme informações dos moradores, na sexta-feira (11) outro caminhão ficou atolado.

RESPOSTA CODER

A assessoria da Coder informou que a equipe está definindo um maquinário para ir ao local ainda hoje (14) auxiliar na retirada do veículo.

Ainda conforme a assessoria, no momento a equipe da Coder está realizando um trabalho na Zona Rural, antes de iniciar o período de chuvas. Até o fim deste mês, a equipe pretende definir um calendário com os locais da cidade que necessitam do trabalho da Coder.

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.