Foto: Haas F1/Divulgação
Foto: Haas F1/Divulgação

A nova equipe da Fórmula 1, a Haas F1, anunciou a contratação de Romain Grosjean para a temporada de estreia. O time norte-americano estreia em 2016 equipado com chassi Dallara e motores Ferrari.

O projeto está em andamento há quase dois anos e é liderado por Gene Haas, um dos donos da equipe que leva seu nome na Nascar. O chefe da equipe é Gunter Steiner, que tem passagens pela Jaguar e Red Bull. “Sempre dissemos que queríamos um piloto experiente para liderar nossa equipe no início desse projeto. Sabemos que a F-1 é complicada e sabemos que o melhor é aprender com os outros. O que mais me impressionou em relação a Grosjean é que ele marca pontos com consistência e é disso que precisamos”, afirmou Haas, que avisou: “É bom Grosjean estar pronto porque ele vai trabalhar muito mais do que imagina.”

Leia também:  Federação e clubes definem detalhes da Copa FMF

O piloto afirmou que tem seguido o projeto da nova equipe há algum tempo. “Pensar no futuro de sua carreira é sempre importante. Descobri o projeto por meio da mídia e tentei buscar mais informações sobre o que eles estavam fazendo e acredito que eles podem ter sucesso. Gosto da maneira como as coisas estão sendo tocadas – de forma lenta, mas positiva.”

Grosjean salientou que é difícil saber qual a expectativa concreta da equipe para a estreia, mas falou em conquistar pontos já nas primeiras provas. “É difícil responder sobre isso até quando você conhece a equipe, mas pelo que vi até agora, podemos ser competitivos desde o começo e seria muito bom marcar alguns pontos logo de cara. Essa expectativa positiva foi importante para minha decisão. É um projeto, diferente, baseado em parcerias, e acredito que possa ser uma boa direção.”

Leia também:  Meninas do vôlei vencem a primeira em Cuiabá

A Haas será a primeira equipe norte-americana na Fórmula 1 desde a Haas Lola, que disputou os campeonatos de 1985 e 1986. Apesar da coincidência de nomes, os projetos não têm qualquer relação, assim como a equipe de mesmo nome da Fórmula Indy.

Atualmente disputando sua quarta temporada completa na Fórmula 1, Grosjean, de 29 anos, tem 10 pódios na carreira, sendo o mais recente conquistado no GP da Bélgica, em agosto. Será a primeira vez que o piloto francês muda de equipe, uma vez que começou como substituto de Nelsinho Piquet na temporada de 2009 pela Renault e seguiu no time de Enstone após a venda para a Genii, que rebatizou a equipe como Lotus.

Leia também:  MT | Inscrições para Circuito Estadual de Tênis encerram nesta segunda

A equipe terá três bases: como o chassi é Dallara, parte do trabalho será realizado na Itália. A parceria técnica com a Ferrari significa que, além de ceder motores, os italianos são responsáveis pela parte mecânica do carro e devem permitir o uso de seu túnel de vento. A sede oficial será nos arredores de Charlotte, nos EUA, onde fica a fábrica do time da Nascar e a Haas também adquiriu a velha fábrica da Marussia, em Banbury, na Inglaterra.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.