Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

“O que não te mata te faz mais forte, te faz um lutador”. Em sua versão em inglês a frase está estampada no braço de Thaísa. É apenas uma das quatro novas tatuagens da bicampeã olímpica de vôlei. O que já era um vício da central de 1,96m virou também um incentivo, uma maneira de buscar forças na recuperação da boa forma depois de passar por uma cirurgia para reconstruir o tendão patelar dos joelhos há pouco mais de 100 dias. Um grande lobo na coxa, um seis no braço e mais uma frase motivacional na cintura também estampam o corpo da jogadora do Osasco.

– Eu gosto de tatuagens, agora tenho 19. Procuro preencher meu tempo e meu corpo. Tem gente que me fala: “E vai sobrar espaço para a tatuagem de 2016?” Eu sou grande para caramba (risos). Tem espaço sim – disse Thaísa, que fez uma tatuagem para cada uma das duas participações olímpicas de seu currículo.

Leia também:  Futebol em luto: morre Gilson Lira

A nova tatuagem de um lobo estilizado é a maior estampada na pele de Thaísa. Foram três horas seguidas e dolorosas para fazer o desenho. A escolha se deu após uma busca de significados na internet. Ela conta que o lobo é um animal forte, corajoso e principalmente leal aos seus amigos, traços que gosta de ressaltar em sua personalidade.

As frases motivacionais são novidades. Além do braço, a cintura estampa uma tatuagem do tipo, também na versão em inglês: “Alimente sua fé e seus medos vão morrer de fome”. A bicampeã olímpica ainda tem tatuagens espalhadas pelos braços, pelos dedos, na nuca e pelo tórax.

CUIDADO ESPECIAL COM CICATRIZES NOS JOELHOS

Leia também:  Circuito de Tênis começa nesta quarta em Cuiabá
Foto: Marcos Ribolli
Foto: Marcos Ribolli

Outras novas marcas no corpo são as cicatrizes da cirurgia nos joelhos, mas bem mais discretas. Thaísa pediu que o cirurgião, Luiz Eduardo Tírico, utilizasse pontos de cirurgia plástica para a cicatriz não ficar grosseira como é normal nesses casos.

Foto: Marcos Guerra
Foto: Marcos Guerra

– Sou vaidosa. Falei ao médico: “Faz um ponto que não fique feio”. De tanto que eu enchi a paciência dele, fez ponto de cirurgia plástica pela primeira vez na vida – disse Thaísa.

A vaidosa Thaísa faz sucesso com suas selfies nas redes sociais e é chamada de musa pelos fãs. A jogadora, porém, não gosta do rótulo.

– Mexe com o ego, a mulher fica vaidosa. Eu me acho bonita sim, mas não me considero musa. Sempre falo que o que importa é colocar a bola no chão.

Leia também:  Federação e clubes definem detalhes da Copa FMF

Thaísa ainda não pode colocar a bola no chão, até já começou a treinar com bola, mas só pode defender, nada de saltar e atacar. A bicampeã olímpica deve começar seu progressivo retorno aos jogos em novembro.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.