As exportações brasileiras de café verde, torrado, moído e solúvel registraram uma queda de 1,43% em valor e de 0,36% em volume exportado de janeiro a setembro em comparação com o mesmo período de 2014. O total de 26,8 milhões de sacas de 60 Kg, somaram US$ 4,6 bilhões exportados este ano. Os dados foram divulgado ontem (19) pela Secretaria de Política Agrícola (SPA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Em 2014, as exportações de café bateram recorde atingindo a marca de 36,2 milhões de sacas e acumulando US$ 6,6 bilhões em receita, segundo o Conselho de Exportadores de Café (Cecafé).

A redução é explicada pelo fenômeno da bienalidade da cultura cafeeira, período em que os ciclos de colheitas maior e menor se alternam.

Leia também:  Governo publica diretrizes para leilões de energia nova

De acordo com o informe do ministério, o café tem participação de 6,9% nas exportações do agronegócio brasileiro, principalmente para os Estados Unidos, Alemanha, Itália, o Japão, Bélgica e Reino Unido. O café é o 5° item da pauta de exportações do Brasil.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estima que a safra de café 2015/2016 chegará a 42,1 milhões de sacas, com redução de 7% em relação à safra anterior, quando foram colhidas 45,3 milhões de sacas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.