A 43ª Exposição Agropecuária, Industrial e Comercial do Sul de Mato Grosso (Exposul), que teve o investimento de cerca de R$ 5 milhões conforme divulgou o Sindicato Rural de Rondonópolis, pode ter tido prejuízos e acumulado uma dívida de cerca de R$ 1,5 milhão segundo uma denúncia feita ao site AGORA MT.

Conforme a informação, o maior evento do segmento na região Sul não obteve o retorno esperado pelo Sindicato Rural, colocando a instituição em situação crítica e com risco até de fechar. A crise teria obrigado a diretoria a dispensar pelo menos cinco funcionários, alguns com cerca de 15 anos de serviços prestados ao Sindicato.

Este ano a divulgação do balanço da festa teve um atraso e na época o Sindicato Rural explicou que a demora na apresentação dos números finais da Exposul 2015 se deu devido ao pedido do presidente da entidade em realizar uma pesquisa detalhada acerca dos resultados junto aos expositores.

Leia também:  Detran Rondonópolis atende de forma reduzida motoristas com CNH próximo ao vencimento

Procurado pela nossa equipe de reportagem, o presidente do Sindicato, Francisco de Castro, mais conhecido como “Chico da Paulicéia”, disse que a história não é verídica e afirmou que a edição deste ano foi um sucesso. A estimativa é que cerca de 150 mil visitantes tenham passado pelo Parque de Exposições em 2015.

chico da pauliceia
Chico da Paulicéia – Foto: AGORA MT

Quanto ao Sindicato, Chico da Paulicéia, explica que todas as obrigações estão sendo cumpridas. “A Exposul foi um sucesso, ultrapassou os números do ano passado, a 43ª edição movimentou mais de R$ 97 milhões. Já os números do Sindicato Rural, que é outra questão, são divulgados em assembleia a todos os associados, não há nada disso que o povo está falando. É um assunto interno”, explicou o presidente.

Leia também:  Em jantar dançante, Marinho & Seus Beat Boys comemoram 50 anos de história

Com relação as demissões, ele contou que ocorreram mudanças. “A diretoria fez algumas reformulações para diminuir o atual quadro de funcionários, mas não é nada pessoal com ninguém”, relatou Chico.

Quanto ao risco de fechar, o presidente explicou que a possibilidade está descartada. “O Sindicato tem um patrimônio incalculável, a área que temos em Rondonópolis é muito grande, temos 420 associados, é impossível fechar”, disse o produtor.

Ele explicou que em razão dos investimentos para o evento neste ano, ainda há contas a serem pagas. “Foram feitos os investimentos que ainda estamos pagando, temos alguns compromissos até o final do ano, mas tudo dentro dos conformes. Foram feitos investimentos na reforma e ampliação do Parque, mas não haverá nenhuma conta que não será paga”, finalizou Chico.

Leia também:  Primeiro dia de campanha atrai consumidores

Segundo a assessoria de imprensa do Sindicato Rural, a 43ª Exposul movimentou cerca de R$ 97 milhões, isso em máquinas, equipamentos agrícolas, leilões, tecnologia agrícola, venda de passaportes, entre outros. Porém o valor arrecadado pelo Sindicato Rural não foi divulgado, já que o lucro de comercialização de máquinas e equipamentos ficam para as empresas responsáveis pela venda.

A assessoria do Sindicato afirmou que todo o lucro da Exposul é investido em melhorias no Parque de Exposições e no próprio evento.

Ainda conforme a assessoria, os organizadores já estão preparando o evento de 2016, que deverá contar com a reativação do centro hípico e a reforma do tartesal de leilões, atendendo aos requisitos do Corpo de Bombeiros.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.