Foto: assessoria
Foto: assessoria

A Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder) deu nesta semana mais um passo importante no processo de regularização dos débitos herdados da gestão anterior. A empresa pagou a última parcela de uma dívida superior a R$ 550 mil, referente às parcelas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – FGTS que foram descontadas dos salários dos servidores e não repassadas às contas dos mesmos.

O diretor financeiro da Coder, Hamilton Lobo, explicou que a empresa vinha pagando dois parcelamentos acertados com o FGTS. O que foi quitado consumia mensalmente cerca de R$ 32 mil; do outro ainda restam 156 parcelas, mas num valor menor de cerca de R$ 5 mil.

Leia também:  Motociclista fica ferido após acidente na área central de Rondonópolis

“Essa quitação dá mais fôlego para a empresa e tem uma importância especial para os servidores. Agora todos podem trabalhar com tranquilidade, sabendo que, caso necessário, não terão problemas para resgatar o FGTS ou mesmo para se aposentar. Esses direitos básicos estavam ameaçados por causa da dívida que existia”, explicou Hamilton.

Ao mesmo tempo em que tem honrado os compromissos relacionados às dívidas deixadas pela gestão anterior, a Coder está pagando em dia as obrigações atuais – impedindo assim o surgimento de novas pendências.

Compromisso

O presidente da Coder, Rodrigo da Zaeli, também comemora a quitação do débito com o FGTS. Segundo ele, a regularização abre novas possibilidades para a empresa e é o cumprimento de compromissos firmados pelo prefeito Percival Muniz.

Leia também:  3ª Feciti começa nesta segunda com lançamento do Parque Tecnológico

“A nossa meta é sanar todos os problemas que impediam o pleno desenvolvimento da empresa, criando as condições para que os servidores trabalhem com segurança e possam dar o seu melhor para atender bem a população. Isso não seria possível sem o respaldo do prefeito Percival Muniz e o empenho de todos aqui na Coder”, afirma Rodrigo.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.