Divulgação/ Sindilimp
Divulgação/ Sindilimp

Um gari foi preso por causa da poeira que fazia, quando varia uma rua perto de onde estava parado uma viatura da polícia, no município de Jequié, no sudoeste da Bahia. De acordo com José Carlos Conceição, coordenador do Sindilimp (Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza Pública do Estado da Bahia) do sudoeste e região, a categoria resolveu parar as atividades até que o caso seja apurado com rigor.

Ainda de acordo com o sindicalista, o policial informou que o funcionário estava fazendo poeira de propósito. O agente de limpeza informou ao PM (Polícia Militar) que estava fazendo o trabalho dele, e que iria perguntar ao Ministério Público e a imprensa se a atitude do militar era correta. Em seguida, o gari recebeu voz de prisão, pois o policial se sentiu ofendido com o comentário.
A prisão aconteceu na segunda-feira (16), às 20h30, e o gari só foi liberado na madrugada de terça-feira. Segundo o sindicalista, a vítima é um funcionário exemplar e sempre cumpriu as ordens da empresa. Já o policial tem uma postura agressiva com várias pessoas da cidade.

Leia também:  Ministro anuncia que multa do Ibama poderá ser trocada por ação ambiental

— Uma medida protetiva foi solicitada para o gari e para a família dele, como forma de resguardar a vida deles, já que o policial tem uma postura agressiva com a população.

Jornalistas entraram em contato com a polícia, mas não obteve êxito.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.