O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) finalmente tomou uma decisão, na manhã desta terça-feira (24), sobre a vaga na Assembleia Legislativa disputada pelo ex-prefeito de Nova Bandeirantes, Valdir Barranco (PT) e pelo parlamentar Pery Taborelli (PV). Por cinco votos a um, o pedido de registro de candidatura a Valdir Barranco foi negado e garantiu a permanência de Taborelli no posto de deputado estadual.

Apesar da decisão, o petista disse que deverá recorrer da sentença ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Decisão

O juiz Ricardo Almeida considerou que as irregularidades apontadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) durante a gestão de Valdir Barranco como prefeito de Nova Bandeirantes, configuravam atos dolosos de improbidade e votou pelo indeferimento do registro de candidatura do petista.

Leia também:  Galli pode aderir ao PEN e mudar quadro do PSC em Rondonópolis

O voto foi acompanhado por outros dois juízes, Rodrigo Curvo e Paulo Sodré.

Os juízes Lídio Modesto e Flávio Bertim, que na sessão anterior, haviam votado pelo deferimento do registro de candidatura voltaram atrás e também acompanharam a posição do juiz Ricardo Almeida. O único voto a favor de Barranco foi do relator do caso, o desembargador Luis Ferreira da Silva.

Entenda o caso

Barranco tentava se tornar legível para assumir a vaga de deputado estadual atualmente ocupada por Taborelli. O petista brigava na Justiça para ter o registro da sua candidatura reconhecido e assim, descongelar os votos recebidos nas eleições de 2014.

Caso a decisão do TRE-MT fosse favorável, ele ocuparia a última vaga da AL, já que obteve mais votos que Taborelli – 19.227 contra 18.526.

Leia também:  Escola Militar será estruturada ainda em 2017
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.