“É doido, porque no mundo das lutas, você perde e ganha. Isso acontece. E é engraçado, porque estávamos comparando Ronda (Rousey) a Tyson. Ela era um Tyson. E isso é ainda mais verdade agora que ela perdeu. Por que quando ela perdeu, todo mundo ficou chocado. Centenas de milhões de pessoas falaram disso nas redes sociais. E eu acho que ela é maior agora do que ela era antes de perder a luta.”

Dana White enlouqueceu? Como um lutador pode ser arrasado e ainda ser maior do que quando entrou no octógono?

Mas a fala do presidente do UFC faz sentido. Basta imaginar o tamanho que se desenhará uma revanche entre a nova campeã do UFC, Holly Holm, e sua vítima, Ronda Rousey. Dana White reforçou em entrevista à TV ESPN que elas farão uma segunda luta, e falou do fenômeno que virou o UFC 193, com a derrota da então dominante Ronda.

Leia também:  Cuiabá vence Luverdense e se classifica para semifinal no sub-17

Muitos campeões precisaram perder lutas para então atingirem maturidade. Basta lembrar o caso de Georges St-Pierre, que foi derrotado duas vezes – uma delas para um azarão muito maior que Holm, Matt Serra – e teve forças para dominar sua categoria. O próprio Tyson perdeu para Buster Douglas, mas sua imagem cresceu até ele fazer as lutas contra Evander Holyfield.

Ronda era uma estrela mainstream antes do UFC 193, aparecendo na TV, fazendo pontas em filmes… Mas, quando foi derrotada, não só quem a conhecia, mas aqueles que ouviam seu nome, mas não davam atenção quiseram ver: “então, quem é essa moça de que todo mundo falava, mas perdeu?”. A repercussão de uma derrota deste tamanho, sem dúvidas, foi maior do que se ela tivesse simplesmente vencido Holly Holm.

Leia também:  Cuiabá Arsenal embarca em busca de vaga na final do brasileiro

Algo importante é que é apenas Ronda quem pode confirmar que a declaração de Dana vai permanecer verdadeira. A lutadora está tirando um tempo de descanso e sua posição em relação à derrota e a forma como ela vai encarar a revanche vão determinar o quanto ainda é possível acreditar que a velha Ronda ainda está viva e que ela poderá retomar o auge – e até ampliar seu ápice no MMA.

“Ronda está bem. Agora vai tomar um tempo para relaxar. Precisamos dar tempo a ela. Quando ela estiver pronta, vai lutar. Não há pressão sobre ela, quanto a isso”, garantiu o chefão.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.