Noite terrível para os atletas que entraram no octógono para representar o Brasil no UFC Pittsburgh, ocorrido neste domingo (21), nos Estados Unidos. Simplesmente os cinco brasileiros que lutaram no evento deixaram a jaula do Ultimate vendo a festa de seus adversários e amargurando duras derrotas. Na luta principal, o duelo de ‘Cowboys’ do UFC terminou com o experiente Donald Cerrone finalizando Alex Oliveira ainda no primeiro round.

O Cowboy brasileiro começou bem e ignorando a maior rodagem do americano. Na trocação, Oliveira estava dando trabalho e surpreendendo Cerrone, mas os anos de experiência do gringo fizeram a diferença e ele conseguiu colocar a luta para baixo, e, em um movimento rápido, encaixou um triângulo para finalizar o combate. Mario Yamasaki, árbitro do duelo, ainda demorou a perceber a desistência do brasuca, mas encerrou o duelo ao ser avisado pelo norte-americano.

“Ele bateu e eu avisei o árbitro. Foi um prazer e é ótimo ver lutadores como ele (Alex Oliveira) no UFC. Estive em outra categoria e agora estou nessa. Se quiser se machucar, estou aqui”, afirmou o americano dentro do cage.

Leia também:  Circuito de Tênis têm inscrições abertas para torneio em Cuiabá

Impressionou também o respeito mútuo dos dois lutadores. Após o combate, Cerrone presenteou o brasileiro com uma pena que carregava em seu chapéu e os atletas se abraçaram de forma calorosa.

Jucão vacila e é atropelado por americano

Um vacilo possibilitou que Derek Brunson vencesse com facilidade o brasileiro Roan ‘Jucão’ na segunda luta mais aguardada da noite. O carioca tentou a aproximação com um golpe de direita, mas acabou se desequilibrando e caindo. Foi aí que o americano aproveitou para disparar uma sequência avassaladora de golpes e obrigar o árbitro central a interromper aos 2m38s do primeiro assalto.

Jucão vinha de vitória diante de Mark Muñoz e, caso saísse vitorioso, tinha chance de subir bem no ranking da categoria dos médios (84 kg), onde atualmente ocupa a 15ª colocação. O revés é o décimo da carreira do carioca, que também soma 20 vitórias.

Tanquinho é nocaueado no primeiro round

Não deu para Augusto ‘Tanquinho’. Aceitando enfrentar Cody Garbrandt faltando apenas alguns dias para o evento por conta da desistência de John Lineker, o brasileiro estreou no maior torneio de MMA do mundo com derrota por nocaute ainda no primeiro round diante do americano que está invicto no esporte.

Leia também:  Copa do Brasil é a meta de Pesso

Campeão mundial de jiu-jitsu, Tanquinho não conseguiu achar a distância ideal e vinha tendo dificuldades com a boa trocação de Garbrandt. Foi então que a mão esquerda entrou em cheio no queixo do brasileiro e o árbitro Mario Yamasaki entrou na frente do americano, mas não interrompeu a luta. Cody voltou ao duelo e deu mais um soco para sacramentar a vitória. Na comemoração, ele lembrou de Lineker, que contraiu dengue e teve que desistir do duelo.

“Assim que Jonh Lineker se recuperar de sua doença eu espero ele por aqui. Quero bater muito nele”, afirmou o americano ainda no octógono.

Nas lutas do card preliminar, outros dois brasileiros atuaram e também tiveram resultados negativos. Daniel Sarafian foi nocauteado por Oluwale Bamgbose e Leonardo Augusto ‘Leleco’ perdeu para Anthony Smith por decisão unânime dos árbitros laterais.

Leia também:  Brasileira leva ouro em natação e se torna a 1° campeã mundial do país

CARD PRINCIPAL

Donald Cerrone venceu Alex Oliveira por finalização (triângulo) no primeiro round;
Derek Brunson venceu Roan ‘Jucão’ por nocaute no primeiro round;
Cody Garbrandt venceu Augusto ‘Tanquinho’ por nocaute no primeiro round;
Dennis Bermudez venceu Tatsuya Kawajiri por decisão unânime dos juízes;
Chris Camozzi venceu Joe Riggs por nocaute no primeiro round;
James Krause venceu Shane Campbell por decisão unânime dos juízes.

CARD PRELIMINAR

Sean Strickland venceu Alex Garcia por nocaute no terceiro round;
Oluwale Bamgbose venceu Daniel Sarafian por nocaute no primeiro round;
Anthony Smith venceu Leonardo Augusto ‘Leleco’ por decisão unânime dos juízes;
Nathan Coy venceu Jonavin Webb por decisão unânime dos juízes;
Ashlee Evans-Smith venceu Marion Reneau por decisão dividida dos juízes;
Lauren Murphy venceu Kelly Faszholz por nocaute no terceiro round;
Shamil Abdurakhimov venceu Anthony Hamilton por decisão unânime dos juízes.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.