Olá querido leitor, hoje trago um assunto que pode estar embutido diariamente na rotina do seu filho. Como um autor desconhecido uma vez disse: “A diferença entre o remédio e o veneno está na dose”. Será que os alimentos que você manda todos os dias de lanche para ele tem sido um veneno?

batatinha

1-Glutamato monossódico

Também conhecido como GMS, o glutamato monossódico está presente em praticamente todos produtos industrializados salgados. Isso porque ele é um aditivo alimentar utilizado para realçar sabor.
Muitos estudos apontam que o GMS é responsável pelo aparecimento de obesidade, depressão, hiperatividade, déficit de atenção, enxaqueca e até mesmo Alzheimer.

Observe nos rótulos de salgadinhos, batatas fritas, salsichas, presunto, macarrão instantâneo, caldo de carne industrializado, sopa instantânea, molho de tomate, etc. Algum desses alimentos estão na lancheira do seu filho?

refri e bala2-Açúcar

Esse ingrediente tão comum, está muito presente nos alimentos industrializados. Refrigerantes, doces, “sucos de caixinha”, “sucos em pó”, leite achocolatado, biscoitos recheados, bolos industrializados, esses alimentos são os campeões em quantidade de açúcar.

Seu consumo excessivo causa redução do sistema imunológico, redução na absorção de cálcio e magnésio, diminuição da quantidade de nutrientes absorvidos, depressão, cáries, aumento dos níveis de adrenalina (aumento de ansiedade, cansaço, irritação), obesidade, mau humor, piora nos sintomas de déficit de atenção e hiperatividade.

bala

Observe outros nomes usados pela indústria que significam a presença de açúcar: Frutose, xarope de (glicose de) milho, sacarose, lactose, maltodextrina, extrato de malte, açúcar invertido, amido, xarope de agave, mel, dextrose, sorbitol, galactose, polidextrose, manitol e xylitol.

3-Corantes

Muitos corantes já proibidos em diversos locais do mundo ainda são permitidos no Brasil. Inclusive o corante do refrigerante mais conhecido, que recentemente foi considerado cancerígeno, é utilizado 10 vezes mais aqui do que o mesmo refrigerante dos EUA.

coranteEstudos mostram que alguns corantes podem “disparar gatilhos” em crianças pré dispostas a hiperatividade. E seu consumo está associado com aparecimento de alergias e doenças respiratórias.

Como vimos, a indústria sempre utiliza de artifícios para atrair e até mesmo viciar seu consumidor (para que ele possa consumir cada dia mais). O açúcar e glutamato monossódico acrescentam sabor e o corante dá uma aparência melhor. O ideal é utilizarmos o mínimo possível os alimentos industrializados e quando for consumir, observar bem o rótulo, a lista de ingredientes. Não conhece um ingrediente? Parece mais nome de remédio do que de comida? Estabilizante, antiumectante, amarelo tratarzina, maltodextrina, polifosfato de sódio, nomes assim são aditivos químicos, evite!

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.