Depois de chocar o mundo nocauteando Ronda Rousey no UFC 193 e se tornando campeã peso-galo do UFC, Holly Holm fará a sua primeira defesa de cinturão no próximo sábado contra Miesha Tate.

E mesmo depois de fazer o impossível, Holm acredita que o combate contra Miesha Tate é o mais difícil de sua carreira, como disse em entrevista a jornalistas após o treino aberto do UFC 196:

“Não quero ficar presa a uma estratégia e não sair disso, porque se eu não conseguir seguí-la à risca, vou ficar maluca. Quero estar pronta para a luta, independentemente de onde ela se desenvolver. Miesha é forte, sabe lutar, tem um jiu-jítsu completo e é insistente. Vai ser a luta mais difícil que já tive, porque ela é uma guerreira, e isso torna qualquer luta muito difícil, tanto em pé, como no chão”.

Leia também:  Copa de 94 volta à tona com histórias de Romário e loira de Rondonópolis

Holm defenderá o cinturão contra Miesha na luta c0-principal do UFC 196 no próximo sábado no MGM Grand Garden Arena em Las Vegas, Nevada.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.