Foto: Carolina Holland/ G1
Foto: Carolina Holland/ G1

Aproximadamente 500 kg de cocaína foram apreendidos pela Polícia Federal e policiais do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) em uma fazenda em Poconé, a 104 km de Cuiabá, na manhã desta terça-feira (15). Na propriedade rural, a droga seria misturada a outras substâncias a fim de aumentar a quantidade do entorpecente que seria vendido, segundo a PF.

Sete pessoas foram presas na fazenda e três armas e quatro veículos foram apreendidos. A PF informou que ainda não identificou o dono do imóvel rural. A cocaína apreendida tem valor estimado de US$ 1 milhão.

A droga estava escondida numa região de mata, conforme o delegado Sérgio Macedo, da Polícia Federal. A fazenda fica perto da divisa dos municípios de Várzea Grande e Poconé, e tem plantação de milho e curral.

Leia também:  Comercialização da safra de milho acumula mais de 90% da produção em Mato Grosso

As investigações começaram há aproximadamente dois meses. De acordo com a PF, há três dias uma aeronave pousou irregularmente numa pista na região de Porto Jofre, na região do Pantanal mato-grossense, no município de Poconé. Desde então, os policiais estavam monitorando o bando.

A Polícia Federal diz acreditar que a droga tenha vindo da Bolívia e seria vendida para a região Sudeste. Segundo a PF, o lucro do bando poderia chegar a R$ 10 milhões depois da cocaína ser misturada a outras substâncias.

Depois de ouvidos, os sete presos devem ser levados para a Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá. Eles devem responder por tráfico internacional de drogas e associação ao tráfico.

Leia também:  Quase 20 mil pessoas passaram pela Caravana da Transformação na primeira semana
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.