A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Frigoríficos da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (AL/MT), que investiga a cadeia produtiva da carne no Estado, irá realizar a primeira reunião ordinária amanhã (12.04) às 9h no auditório Licínio Monteiro.

A decisão foi tomada em uma reunião interna realizada na última quarta-feira (06.04) com a presença da equipe técnica e dos membros da CPI: o presidente, Ondanir Bortolini (PSD), Nininho; o vice-presidente, Eduardo Botelho (PSB); o relator, José Domingos (PSD); os membros titulares Wagner Ramos (PSD) e Oscar Bezerra (PSB) e o membro suplente, Baiano Filho (PMDB).

Na pauta da reunião ordinária, a apresentação do plano de trabalho desenvolvido pela equipe técnica e a aprovação de requerimentos que visa buscar informações nos órgãos competentes para o andamento dos trabalhos.

Leia também:  Em clima quente com bate-boca e empurrões sessão do Senado é suspensa

O presidente da CPI, deputado Nininho, está satisfeito com a equipe contratada. “Juntos fizemos um trabalho de pesquisa para sabermos os melhores profissionais para que obtivéssemos resultados concretos e com total transparência nesta CPI, para isso precisávamos de uma equipe técnica de ponta e foi isso que conseguimos ao contratarmos profissionais com vasta experiência como: médicos veterinários que já atuaram em órgão do setor, advogado especializado em Direito Agroambiental, economista e especialista em segurança da informação, além outros excelentes profissionais, cada um com suas especificidades”, pontuou Nininho.

Plano de trabalho

Os trabalhos da Comissão serão estruturados em vários eixos investigatórios que irão abranger o estudo das plantas frigoríficas instaladas em Mato Grosso, a capacidade destas plantas, os impactos sociais e econômicos com o fechamento desses frigoríficos, o levantamento da saída dos bovinos vivos de Mato Grosso para outros estados e estudos sobre a formação do preço da arroba do boi no estado, dentre outros.

Leia também:  Depois de 60 dias de promessa, INSS continua sem peritos
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.