Foto: assessoria
Foto: assessoria

O deputado federal Adilton Sachetti (PSB/MT) participou na última quarta (13) de reunião na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em Brasília. Juntamente com a deputada estadual, Maria Izaura (PDT), e representantes da Gleba São Benedito, foram recebidos pelo superintendente de Mediação Administrativa, Ouvidoria Setorial e Participação Pública (SMA), da Aneel, Marcos Bragatto.

O grupo foi conversar sobre a tramitação do requerimento protocolado na agência pedindo mediação em relação as concessionárias de energia elétrica do Pará e de Mato Grosso. Como a gleba está na divisa entre os dois estados, há um impasse em como vai ser feita a eletrificação na região.

Os moradores da Gleba São Benedito, localizada na margem direita do Rio Teles Pires no município de Paranaíta, brigam há dois anos para conseguir energia elétrica. Como medida de compensação, a Usina de São Manoel, que fica dentro da gleba vai entrar com aporte para fazer a rede de eletrificação rural. Seria um adiantamento da universalização rural da Energisa Mato Grosso.

Leia também:  Após baixa de dois, Pátio deve anunciar novo líder na Câmara
Foto: assessoria
Foto: assessoria

Para Sachetti uma solução deve ser encontrada para se resolver a situação da gleba. “Tem quem faça a obra, tem quem paga pela eletrificação, tem o beneficiário final, mas não se consegue dar continuidade ao projeto. Precisamos de um cronograma para que esses produtores consigam receber energia elétrica na região”, destacou.

Segundo o superintendente da Aneel, Marcos Bragatto, já houve uma reunião técnica entre as concessionárias e ficou definido que até 29 de abril, irão encontrar uma solução para o problema. “Não há a possibilidade de não se resolver a situação. A Energiza ficou com uma lição de casa e sabe que precisa fornecer um ponto de conexão para a Celpa (concessionária do Pará). Ela só tem que escolher a alternativa mais viável para fazer isso. Não é todo dia que se tem um agente (Usina de São Manoel), disposto a assumir um projeto. Não se pode perder essa oportunidade”, completou.

Leia também:  Grupo defende permanência de Juary na liderança do prefeito

A deputada estadual, Maria Izaura, disse que ela e o deputado Sachetti estavam ali representando a parte política. “Estamos dando apoio a esses produtores. Temos que cobrar os entes federados, é o nosso papel. Está explícita a universalização. Queremos que a Aneel faça gestão junto à Energisa para começar a obra da rede elétrica na gleba. Espero que continuemos com esse bom diálogo com a Aneel”, ressaltou.

O superintendente da Aneel se comprometeu a avisar quando tiverem a resposta da Energisa e afirmou que irão marcar novos encontros para encontrar a melhor solução para o impasse.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.