Jânio Calisto (listrado) - Foto: assessoria
Jânio Calisto (listrado) – Foto: assessoria

Numa solenidade simples, porém bastante descontraída, o presidente da Câmara de Vereadores de Várzea, Jânio Calistro do Nascimento deu adeus ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) e se filiou no Partido Social Democrático (PSD).

O ato de assinatura para Jânio compor a nova sigla aconteceu na manhã desta sexta-feira (01.04) no próprio gabinete do presidente. Calistro aproveitou da ‘janela’, aberta pelo Supremo Tribunal Federal (STF) que encerra hoje (1º).

A ficha de Calistro foi abonada pelo vice-prefeito de Várzea Grande, Arilson Arruda, que também preside a sigla no município desde agosto de 2015, ocasião que também aderiu ao partido. O PSD estadual tem o comando do vice-governador Carlos Fávaro.

Leia também:  Sachetti deve migrar para o DEM com missão de não ser mais um "fila do pão"

Com a ida de Calistro para o PSD, o partido passa a somar quatro vereadores no Poder Legislativo municipal e torna a segunda maior bancada na Casa, ficando atrás apenas do DEM, que tem cinco parlamentares. Os vereadores sociais democratas são: Maninho de Barros, Chico Curvo, Wanderlei Cerqueira e o próprio Calistro.

Para Jânio, a saída do PMDB se tornou mais que uma necessidade, frente à carência de apoio dos caciques da legenda dispensada aos seus filiados.

Tanto é, que há tempos que Jânio vinha se mostrando indisposto com o PMDB, sempre alegando falta de respaldo dos diretórios municipal e estadual.

“Mesmo com a falta de apoio da direção do partido sou grato ao PMDB, já que foi nele que dei inicio a minha vida na política”, agradeceu Calistro.

Leia também:  Prefeitura e Unemat assinam convênio para o funcionamento da instituição em Rondonópolis

Para o presidente do PSD de Várzea Grande, Arilson Arruda, a adesão de Jânio Calistro no PSD “representa um imenso fortalecimento a sigla, pois Calistro é uma liderança expressiva no município e tem muito serviço prestado a nossa comunidade”, destacou Arruda.

O vice-prefeito também aproveitou do momento para ressaltar o trabalho que vem sendo desenvolvido pelo presidente estadual do PSD, o vice-governador Carlos Fávaro, que segundo Arilson, não tem medido esforços para buscar o engrandecimento do partido.

“Nosso vice-governador Carlos Fávaro mantém uma incansável luta para trazer lideranças para o PSD, claro, não somente de lideranças que hoje mantém cargo eletivo, mas outros líderes que representam o que tem de bom em nosso estado. Sendo assim, não tenho duvida, que o PSD se consolida como um dos maiores partidos de Mato Grosso.”

Leia também:  Jovem é detido por envolvimento com tráfico de drogas em Rondonópolis

Com um novo grupo em torno do PSD em Várzea Grande, Arilson elencou que o partido poderá lançar candidatura própria a prefeito nas eleições de outubro.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.