Foto: Reprodução Revista KO
Foto: Reprodução Revista KO

O mundo do MMA está de luto. O meio-médio João “Rafeiro” Carvalho, que estava internado desde o dia 9 de abril, em Dublin, em virtude dos golpes sofridos na cabeça na derrota por nocaute técnico para Charlie Ward no evento “TEF – Total Extreme Fighting”, faleceu no Beaumont Hospital na última segunda-feira. A informação é do site do jornal “Independent”, da Irlanda. Oficialmente, a morte de João Carvalho é a quinta ocorrida em um evento de MMA profissional e regulamentado – os outras foram Sam Vasquez, Michael Kirkham, Tyrone Mims e Booto Guylain. Carvalho fazia sua terceira luta como profissional – tinha um cartel de uma vitória e uma derrota em sua carreira.

Leia também:  Everton diz que trocar Flamengo pelo São Paulo foi escolha certa

Em entrevista ao site “SevereMMA.com”, Katarzyna Michlic, dona da Eventmed, empresa que prestou atendimento ao lutador, Carvalho estava “caminhando, falando e sorrindo” normalmente após a luta, mas como seu estado piorou rapidamente em seguida, foi levado para o hospital.

Os médicos o examinaram entre cada round, e ele sempre respondeu positivamente aos exames. Carvalho deu respostas a todas as perguntas dos médicos, como se ele sabia onde estava, em que round a luta estava e que dia da semana era aquele. Suas respostas foram perfeitas. Quando o ártbitro interrompeu a luta, no terceiro round, nossa equipe de médicos assumiu os cuidados, e percebemos que ele estava sangrando abundantemente pelo nariz.

Perguntamos se ele sentia alguma dor no corpo ou na cabeça assim que acabou a luta, e ele disse que não, apenas relatando que se sentia muito cansado. Dez minutos depois, no entanto, ele começou a reclamar de dores de cabeça, sentiu muitas náuseas e começou a vomitar. Seu estado piorou muito nos cinco minutos seguintes, e por isso o colocamos na ambulância e ligamos para o hospital para avisar sobre seu estado e prepará-los para a chegada.

Leia também:  Brasil enfrenta Bélgica pelas quartas de final da Copa do Mundo nesta sexta

Ainda no local foi imediatamente assistido pela equipe médica presente, sendo depois transportado rapidamente para o Hospital Beaumont, onde foi submetido a uma intervenção cirúrgica cerebral, após a qual o atleta permaneceu em estado crítico durante as 48 horas seguintes, acabando por falecer nesta segunda-feira as 21:35 horas.

Foto: Dave Fogarty - Independent
Foto: Dave Fogarty – Independent

Apesar do permanente acompanhamento médico que teve por parte da organização do evento e do hospital irlandês, a quem agradecemos todo o apoio prestado nestes momentos difíceis, e embora sejam conhecidos os riscos deste esporte, o falecimento de João Carvalho no meu ponto de vista profissional foi uma enorme infelicidade, que deixa profundamente tristes e consternados, tanto a sua família, como toda a equipe Nóbrega Team, que sempre acompanharam o João Carvalho ao longo da sua carreira, em que ele se vinha destacando a nível nacional e internacional.

Leia também:  Atletas de MT faturam 156 medalhas em brasileiro de jiu-jístu esportivo

É, pois, com muito pesar que apresentamos as nossas sinceras condolências à família e a toda a equipa Nóbrega Team.

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.