O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 14ª Promotoria Criminal de Cuiabá, denunciou 17 pessoas por crimes de extorsão, lavagem de dinheiro, fraude processual, concussão, constituição de organização criminosa, fraude à licitação e corrupção passiva e ativa. A denúncia está relacionada aos desdobramentos da ‘Operação Sodoma’. Entre os denunciados estão o ex-governador Silval Barbosa, o filho dele Rodrigo da Cunha Barbosa e o ex-deputado estadual José Geraldo Riva.

Conforme a denúncia, protocolado no dia 12 de abril e já recebida pela 7ª Vara Criminal, as investigações trouxeram novos nomes e revelaram outro “modus operandi”, que consistiu na exigência e/ou recebimento de vantagem indevida de fornecedores do Estado.

Leia também:  Homem morto a pauladas é encontrado caído na rua

Ainda nesta fase foram denunciados: Pedro Jamil Nadaf, Marcel Souza de Cursi, Sílvio Cezar Correa Araújo, José de Jesus Nunes Cordeiro, César Roberto Zílio, Francisco Gomes de Andrade Lima Filho, Karla Cecília de Oliveira Cintra, Pedro Elias Domingos de Mello, Tiago Vieira de Souza Dorileo, Fábio Drumond Formiga, Bruno Sampaio Saldanha, Wallace dos Santos Guimarães, Antônio Roni de Liz e Evandro Gustavo Pontes da Silva.

De acordo com o  MPE, na 1ª fase da operação Sodoma, cinco pessoas foram denunciadas. As fraudes referiam-se à concessão e fruição de benefício fiscal do Programa de Desenvolvimento Industrial e Comercial de Mato Grosso (Prodeic), no período de 2011 a 2015, no âmbito do Poder Executivo do Estado de Mato Grosso.

Leia também:  Mãe e crianças são mantidas reféns por mais de 30 dias em Rondonópolis

Veja a denúncia na íntegra aqui.

Leia também – Filho de Silval Barbosa é preso pela Polícia Civil na ‘Operação Sodoma’

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.