Trabalhadores em Rondonópolis - Foto: Ronaldo Teixeira - AGORA MT
Trabalhadores em Rondonópolis – Foto: Ronaldo Teixeira – AGORA MT

Uma pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) constatou que apenas um quarto dos trabalhadores com carteira assinada pratica atividade física. Isso quer dizer que apenas 25,2% dos trabalhadores brasileiros praticam o nível recomendado de exercícios físicos enquanto a parcela majoritária 74,8% não se exercita em ritmo satisfatório.

A constatação está nos “Indicadores de Saúde e Mercado de Trabalho” da mais recente Pesquisa Nacional de Saúde (PNS 2013). O recomendado é exercitar-se por 150 minutos semanais de intensidade leve ou moderada ou de pelo menos 75 minutos de atividade física de intensidade vigorosa.

Que a atividade física faz bem para saúde todo mundo sabe, por outro lado, o sedentarismo, ao lado da obesidade e má alimentação é fator de risco para o desenvolvimento de doenças crônicas.

Leia também:  Fumaça do narguilé prejudica garganta, traqueia e pulmão

Ainda no aspecto ‘estilo de vida’, a pesquisa constatou que 15,2% da população do mercado formal fumam e 30% consomem bebida alcóolica uma ou duas vezes por semana.  No quesito doenças crônicas, o estudo apontou que 6,2% dos trabalhadores com carteira assinada sofrem de depressão, enquanto os desempregados esse percentual chega a 7,5%.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.