Foto: reprodução
Foto: reprodução

O número de casos de dengue em Mato Grosso neste ano já se aproxima dos 26 mil. Um aumento de cerca de 56% em comparação com o mesmo período em 2015 onde foram registradas 14.489 notificações.

Diante do aumento de número de casos notificados, sendo no total 25.991, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) reforça aos 141 municípios do Estado para a intensificação das ações de prevenção em controle da dengue, zika vírus e da febre chikungunya.

Conforme os dados divulgados, os casos suspeitos de Zika vírus já ultrapassam as 22,5 mil notificações no Estado. Devido à incidência, com 690 casos a cada 100 mil habitantes, Mato Grosso está em risco alarmante. Segundo a SES, 122 municípios estão classificados com alto risco da doença, um total de 86,5%.

Leia também:  BR-163 gera cerca de 2 toneladas de lixo por dia em 2016

Já a febre chikungunya, os números de casos são menores. Segundo a SES, são 1.254 casos suspeito, uma incidência de 38 casos por 100 mil habitantes, sendo que apenas três municípios estão classificados com alto risco da doença.

A orientação da SES para a população é evitar os criadouros dos mosquitos transmissores da doença e assim prevenir, além da dengue, a febre chikungunya e o zika vírus.

Para reduzir os impactos causados pelo mosquito, a SES alerta os municípios para que mantenham a rede atenta para o diagnóstico precoce da doença e o manejo correto para que mortes sejam evitadas. (Com Assessoria)

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.