Reunião que ocorreu ontem - Foto: Junio Garcia / AGORA MT
Reunião que ocorreu ontem – Foto: Junio Garcia / AGORA MT

Em convenção o PT definiu não lançar candidato a prefeito em Alta Floresta. O Partido dos Trabalhadores, que anteriormente havia escolhido o nome do ex-padre, José Carlos Timóteo como pré-candidato, decidiu não lançar candidato a majoritária. A convenção foi realizada na noite dessa quinta-feira (04) e contou com a participação do Partido Popular Socialista (PPS).

Segundo a legenda o momento político de reestruturação do partido no município foi determinante para a decisão. Conforme revela Raimundo Oliveira Lims, presidente do diretório municipal. “Iniciamos essa ideia há algum tempo, dialogamos muito durante uns seis meses, inclusive com outros partidos. Não houve acordo com projetos apresentados por outras agremiações o que surgiu divergências do que acreditamos. Diante do nosso momento de reorganização, resolvemos ficar com a candidatura só de vereadores. Com coligação apenas com o PPS, porque o candidato e atual vereador tem uma história coerente no município. ”

Leia também:  Thiago Silva entrega certificados para formandos da FUG na Vila Operária

A coligação “Alta Floresta Independente”, formada pelas duas siglas partidárias terá nove candidatos a vereador, seis  do PT e três do PPS. Com isso a coligação tem dois pré-candidatos que são atuais vereadores, Rogerio Colicchio (PT) e Dida Pires (PPS). Foi definido também, que a coligação não apoiará nenhum candidato a prefeito.

O prazo para realização da convenção é até hoje 05/08/2016. Conforme consta na Lei nº 9.504/97, art. 8º, caput. Quanto ao registro da candidatura, esse, deverá ser feito no máximo até o dia 15/08/2016, conforme consta na Lei 9.504/1997, art. 11º, caput. As leis mencionadas podem ser acessadas nesse endereço https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9504.htm

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.