A compra de uma fazenda em Rondonópolis está sendo investigada na 35ª fase da Operação Lava Jato. Segundo fontes da Coluna Bastidores o cumprimento de mandados de busca e apreensão em Rondonópolis ocorreu em razão de uma fazenda que o ex-ministro Antônio Palocci teria comprado por meio da utilização de ‘laranjas’.

A suspeita é que o ex-assessor de Palocci, Juscelino Antônio Dourado, também preso na manhã de hoje pela Lava Jato tenha feito a compra da propriedade com dinheiro ilícito. A fazenda teria sido adquirida por cerca de R$ 26 milhões, conforme noticiou a imprensa de Mato Grosso há cerca de 4 anos e colocada no nome de Dourado.

Ainda não se sabe se a fazenda localizada na MT-130, em Rondonópolis, é a mesma investigada no operação. O ex-assessor de Palocci, Juscelino Dourado é natural de Rondonópolis.

Leia também:  Temer visita Mato Grosso na sexta-feira
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.