E parece que o patinho feio de 2008 e das eleições de 2016 agora virou um grande e belo cisne. Pelo menos assim que o prefeito eleito de Rondonópolis, José Carlos do Pátio (SD), deve estar se sentindo de tanto paparico que anda recebendo desde a proclamação da sua vitória no dia dois de mês.

De lá para cá, os “poderosos”, Wellington Fagundes (PR) e Adilton Sachetti (PSB), fizeram questão de receber Pátio e afirmar que irão cumprir com as suas obrigações de ajudar a levantar recursos federais para o município. O fato deveria ser no mínimo considerado normal, já que os dois parlamentares receberam votos e detém, pois assim propagam, grande força política na cidade, mas não é o que demonstram as últimas eleições.

Leia também:  "DR" a sete chaves na Câmara Municipal

Bom o fato de ser normal os parlamentares se colocarem à disposição, é um discurso e pratica antiga do senador Wellington Fagundes, que sempre após assumir seus mandatos sempre visitou os prefeitos rondonopolitano para hipotecar apoio as administrações e a cidade, mas desde que assumiu o senado, Wellington anda meio sumido da cidade.

Já o deputado federal Adilton Sachetti (PSB), tem andado assoberbado com os problemas de saúde em sua família e a sua atuação pró-agronegócio, e neste quesito, por que não dizer em causa própria, já que ele pertence ao agronegócio e é umbilicalmente ligado o ministro Blairo Maggi (PP).

Diante dos fatos apresentados só nos resta imaginar que: Os dois tem interesse nos votos de Pátio para 2018, Sachetti para tentar a reeleição e Fagundes que deseja ser candidato ao governo do estado.

Leia também:  PMDB será o destino de Ibrahim

Em outra ponta, temos mais três grandes forças políticas no município, o prefeito Percival Muniz (PPS), o deputado estadual Nininho (PSD) e o senador José Medeiros, os três também já ofereceram seus préstimos ao futuro prefeito, mas diferentemente, tem se apresentado à Rondonópolis como fieis colaboradores, mas sem deixar de lado a intenção de abocanhar uma fatia do eleitorado de Pátio para 2018.

Vamos esperar as próximas eleições para saber quem fez mais pela administração Pátio e por Rondonópolis para fazer jus ao apoio do patinho feio que pelo menos até 2018 é cisne deslumbrante.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.