Foto: assessoria
Foto: assessoria

A partir de agora gestores, parlamentares, pesquisadores e estudiosos contam com um importante material para subsidiar a elaboração de políticas públicas e a construção de alternativas que promovam o desenvolvimento da região do Vale do Rio Cuiabá. Trata-se do livro “Estatísticas do Vale do Cuiabá 2016”, lançado pela Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (27).

O livro reúne dados estatísticos sobre a realidade física, econômica e social de 13 municípios que compõem a região e também do município de Campo Verde.

A produção da publicação foi coordenada pelo pesquisador Silvio Monteiro, em atendimento à solicitação feita pelo presidente Assembleia Legislativa, deputado Guilherme Maluf, que integra a Frente Parlamentar para o Desenvolvimento Econômico e Social Sustentável dos Municípios do Vale do Rio Cuiabá. Também compõem a Frente os deputados Eduardo Botelho (PSB), coordenador-geral, Emanuel Pinheiro (PMDB) e Wilson Santos (PSDB).

“Nós, parlamentares e membros da Frente, sabíamos da existência de muitas dificuldades na região do Vale do Rio Cuiabá, mas não tínhamos conhecimento profundo sobre essa realidade. A partir da publicação desse livro, que traz dados estatísticos sobre diversas áreas, nós, e também os gestores municipais e estaduais, poderemos propor políticas para solucionar os problemas, contribuindo com o desenvolvimento da região e a melhoria da qualidade de vida de sua população”, afirmou Maluf.

Leia também:  Sachetti evita críticas a Taques e repete discurso sobre disputar o governo

O trabalho de pesquisa para elaboração do livro teve duração de quatro meses e inclui a compilação de dados colhidos de fontes primárias e secundárias, organizados em 437 tabelas que tratam dos seguintes temas: geografia e meio ambiente; dinâmica populacional; educação; saúde; estatísticas eleitorais; domicílio e saneamento; estrutura fundiária; produção e serviços econômicos; emprego; renda; índices socioeconômicos; mobilidade de pessoas e cargas; segurança pública; cultura; lazer; turismo; comunicação social e organização social.

Para facilitar a análise das informações, os municípios do Vale do Rio Cuiabá foram agrupados em cinco áreas, utilizando como critério a proximidade geográfica entre eles. Embora não integre a região, o município de Campo Verde, considerado representativo do agronegócio, foi incluído para auxiliar a análise dos dados, permitindo comparações com os demais.

Realidade da região

A região do Vale do Rio Cuiabá representa 7% da área do estado de Mato Grosso e concentra 30,3% de sua população, conforme dados de 2015 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Somente a conurbação Cuiabá-Várzea Grande reúne 26% da população do estado e 85,7% da população da região.

Leia também:  Câmara concede Moção de Aplauso à Escola Carlos Pereira Barbosa

Além disso, enquanto em alguns municípios há fábricas que funcionam com alta tecnologia, em outros a população sobrevive da atividade da pesca e agricultura familiar.

A desigualdade entre os municípios é, segundo o pesquisador Silvio Monteiro, a principal característica do Vale do Rio Cuiabá. As diferenças referem-se principalmente à concentração populacional e das atividades sócio-econômicas.

“Durante a realização das pesquisas, verificamos a existência de áreas subdesenvolvidas e de outras altamente desenvolvidas. Há também municípios que estão perdendo população e outros com grande densidade populacional. A intenção desse livro é justamente essa: mostrar a realidade fidedigna da região para subsidiar a elaboração de projetos de desenvolvimento”, explicou.

Silvio Monteiro destacou ainda o ineditismo do trabalho. “Esta é a primeira vez que há um conjunto estatístico específico sobre a região do Vale do Rio Cuiabá. Um trabalho muito importante desenvolvido a partir de iniciativa da Assembleia”.

Benefícios aos municípios

Fábio Schroeter, prefeito reeleito de Campo Verde, agradeceu a inclusão do município no trabalho e parabenizou a Assembleia Legislativa pela ação. “Essas informações contribuirão para a promoção do crescimento da região de forma organizada e sustentável”, observou.

Leia também:  Setrat atende indicação de vereador e sinaliza ruas do Jardim Serra Dourada

O prefeito eleito de Poconé, Tatá Amaral, disse que utilizará a publicação para o planejamento das ações que serão executadas durante o seu mandato.

“Fico muito satisfeito em saber que agora contamos com dados reais sobre o nosso município, nos quais iremos nos basear para alavancar a nossa economia e resolver os gargalos existentes”, disse.

Produção de conhecimento

Durante evento de lançamento do livro, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Guilherme Maluf, defendeu que o Parlamento Estadual atue mais fortemente na produção de conhecimento para a sociedade.

“Além de fiscalizar e propor leis, a Assembleia também tem o dever de produzir conhecimento. Entendo que essa produção deve se tornar uma rotina do Parlamento”, ressaltou.

O parlamentar também anunciou o lançamento de um livro que irá reunir estatísticas da região de fronteira Brasil/Bolívia. A publicação, que está em fase de produção, tem o objetivo de auxiliar as forças de segurança no combate a crimes cometidos na região fronteiriça.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.