Tudo corria normalmente, se é que fazer compras nos supermercados (atacados) neste período do mês, onde filas e muito tumulto imperam, pode ser chamado de normal, na segunda-feira (07) por volta das 18h, quando um lugar na fila virou motivo de agressões e a prisão de mãe e filho.

Segundo relata o Boletim de Ocorrências (BO), confeccionado pela Policia Militar (PM), I. A. dos S., 48 anos, era o 3º cliente para ser atendido pelo caixa, em sua frente estava A. M. dos R., com uma caixa de papelão vazia, ao chegar a vez da mulher (A. M. dos R.) ela estava posicionada fora da fila falando ao celular, momento então que a vítima, I. A. dos S., avançou para ser atendida. Neste instante a mulher passou a xingar a vítima e chamou seu filho, W. R. G., 29 anos.

Leia também:  Carro roubado em Rondonópolis é recuperado pela PJC em Primavera do Leste

Os dois passaram a acusar a vítima de estar furando fila e continuaram os xingamentos, até que a mulher decidiu “jogar” o carrinho com as suas compras contra a vítima. Os dois agressores, então após ocupar o lugar na fila e a frente da vítima e depois de passarem pelo caixa e pago as compras ficaram aguardando a vítima, foi quando chegou ao local uma viatura da PM, com dois policiais.

Ao perceber a situação os PMs decidiram dar voz de prisão ao agressor e conduzi-lo para a 1ª Delegacia de Polícia, mas, a mãe de W. R. G., decidiu impedir a ação dos policiais e passou a agredir os dois. Diante da situação, mãe e filho, foram algemados e conduzidos para a delegacia, onde foram autuados por lesão corporal.

Leia também:  Acusado de tráfico de drogas tem casa incendiada em Cuiabá
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.